Tirone crê em reação do Palmeiras, mas avisa: "O time tem que jogar futebol"

Presidente do clube acha que seus jogadores ainda podem salvar a equipe do rebaixamento, mesmo após a partida ruim que fez na Colômbia pela Sul-Americana

Gazeta |

A eliminação na Copa Sul-americana não muda em nada a visão do presidente Arnaldo Tirone sobre as chances do Palmeiras em sair da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro . Para não encerrar seu mandato, que trouxe um título de grande expressão ao término da Copa do Brasil, com a queda para a Série B, o mandatário mostrou ter confiança no elenco que montou para a disputa da liga nacional.

E MAIS:  Na volta para o Brasil, palmeirenses definem derrota como feia e dolorosa

Gazeta Press
Arnaldo Tirone, presidente do Palmeiras

Para isso, porém, ele não deixou de cobrar uma melhora em relação à derrota para o Millonarios, em Bogotá. "O Palmeiras não jogou (na Colômbia), mas o trabalho continua, tentando acertar, ser competitivos, e o time tem que jogar futebol", constatou, na volta da delegação.

O Palmeiras escapa do rebaixamento no Brasileirão? Deixe seu recado e comente

Nas últimas seis rodadas do Brasileiro, o time entra em campo para enfrentar Internacional - já neste sábado, no Beira-Rio -, Botafogo, o líder Fluminense, Flamengo, Atlético-GO e Santos. Para Tirone, a sequência não é um problema. "Matematicamente eu acredito. Dá para vencer os jogos. Temos seis jogos e só precisamos vencê-los", ensinou.

VEJA: Por “oportunidade única”, Barcos não abre mão de jogar Superclássico

Entre os jogadores, o discurso é de não deixar a fraca atuação na Colômbia atrapalhar. Embora ainda na zona de rebaixamento e a duas rodadas, pelo menos, de deixá-la, o elenco alviverde se animou com as recentes apresentações no Brasileirão, especialmente com as vitórias sobre o Bahia, rival direto na luta contra a Série B, e o Cruzeiro, no último sábado, em Araraquara.

Para conseguir ter melhor desempenho, o time, ao menos, deve contar com mais opções. João Denoni, Leandro, Patrick Vieira e Wesley não estavam inscritos na Sul-americana e têm condições de enfrentarem os gaúchos neste sábado. Os três primeiros começaram a partida com a Raposa, vencida por 2 a 0, e o volante ex-Werder Bremen entrou no segundo tempo, após mais de seis meses fora, por conta de uma cirurgia no joelho.

Além deles, o volante Marcos Assunção, capitão do time, que vem atuando no sacrifício por conta das dores no joelho direito, o zagueiro Maurício Ramos e o volante Henrique, poupados diante do Millonarios, devem voltar à equipe. O Verdão é o 18º colocado do Brasileiro e tem quatro pontos de distância para o primeiro clube fora da zona de degola.

    Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
    Leia tudo sobre: PalmeirasArnaldo TironeBrasileirão 2012

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG