Atacante uruguaio marcou os dois gols da partida, após receber belas assistência do argentino D'Alessandro

Dois passes perfeitos de D'Alessandro para Forlán e, conclusões certeiras do atacante uruguaio fizeram o Internacional virar diante do Vasco na noite desta quarta-feira em São Januário. A vitória do time gaúcho por 2 a 1 renovou as esperanças de classificação para a Taça Libertadores. O time gaúcho segue em sexto lugar, mas chegou a 48 pontos ganhos, dois a menos do que o Vasco.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Forlán comemora gol do Internacional em São Januário
Marcelo Regua/Agência O Dia
Forlán comemora gol do Internacional em São Januário

Em partida movimentada, o time carioca saiu na frente com um gol do lateral direito Jonas, mas permitiu que D'Alessandro mostrasse todo o seu talento e construísse as jogadas que determinaram a vitória da equipe dirigida por Fernandão.

No final do jogo, revoltada com a quarta derrota consecutiva, a torcida do Vasco passou a ofender os jogadores, xingou o presidente Roberto Dinamite e vaiou intensamente quando o árbitro apitou o encerramento da partida.

Pela próxima rodada, o Vasco visita o Corinthians no sábado, às 16h20 (de Brasília), enquanto o Internacional recebe o Palmeiras no Beira Rio no mesmo horário.

O jogo
O Vasco se mostrava mais produtivo no ataque e, aos 16 minutos, Felipe descobriu Juninho na entrada da área. O meia bateu forte no meio do gol e Muriel defendeu parcialmente, dando chance para os zagueiros aliviarem o perigo. A bola acabou nos pés de Felipe Bastos que bateu forte para nova defesa do goleiro do Inter.

Aos 22 minutos, o Vasco marcou o primeiro gol. Forlán perdeu a bola e Juninho Pernambucano foi lançado pela direita. O meia cruzou rasteiro para a área. O lateral Jonas recebeu a bola, se livrou de Rodrigo Moledo e tocou no canto direito de Muriel que não conseguiu fazer a defesa.

O time gaúcho acabou marcando o gol do empate aos 33 minutos. D'Alessando ganhou de Nilton e enfiou uma bola perfeita nas costas dos zagueiros cruz-maltinos. Forlan recebeu e bateu rasteiro no canto esquerdo de Fernando Prass.

O Vasco só voltou a criar uma oportunidade para marcar aos 43 minutos quando Nilton superou Juan e bateu forte da entrada da área, mas a bola saiu.

Aos 45 minutos, no último lance do primeiro tempo, o Inter passou à frente. Novamente D"Alessandro descobriu Forlán entrando livre nas costas de Douglas e o uruguaio chutou entre as pernas de Fernando Prass para desempatar a partida.

Os dois times voltaram sem mudanças para o segundo tempo e o Internacional se mostrou mais objetivo, uma vez que o Vasco seguia cometendo muitos erros de passes. 

O time gaúcho continuava melhor e D'Alessandro, destaque da equipe colorada, descobriu Fred entrando pela esquerda. O meia bateu cruzado e levou grande perigo.

A torcida cruz-maltina apoiava a equipe, mas o Vasco não conseguia pressionar, limitando-se aos lançamentos de Juninho Pernambucano que não eram aproveitados pelos seus companheiros. Nos minutos finais, o Vasco passou a pressionar de forma desesperada, mas sem objetividade, o que facilitou a tarefa do Inter. Revoltada com mais um resultado negativo, a torcida passou a incentivar a equipe gaúcha com gritos de olé e a chamar a equipe vascaína de "sem vergonha".


FICHA TÉCNICA
VASCO 1 X 2 INTERNACIONAL

Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 24 de outubro de 2012 (Quarta-feira)
Horário: 20h30 (de Brasília)
Árbitro: Heber Roberto Lopes (Fifa-PR)
Assistentes: Carlos Berkenbrock (Fifa-RS) e Fabiano Ramires (ES)
Cartões amarelos: Ygor, Guiñazú (Internacional)
Gols:
VASCO: Jonas aos 22 minutos do primeiro tempo
INTER: Forlán aos 33 e 45 minutos do primeiro tempo

VASCO: Fernando Prass; Jonas, Dedé (Renato Silva), Douglas e Wendel; Fellipe Bastos (Maicon Assis), Nilton, Juninho Pernambucano e Felipe (Marlone); Eder Luis e Carlos Alberto
Técnico: Marcelo Oliveira

INTERNACIONAL: Muriel; Nei, Rodrigo Moledo, Juan e Kleber; Ygor, Fred (Josimar), Guiñazú e D'Alessandro; Forlán (Rafael Moura) e Dagoberto (Cassiano)
Técnico: Fernandão

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.