Ainda sem atingir meta, Flamengo trata duelo contra Atlético-MG como decisão

Após vitória sobre o São Paulo na última rodada, time carioca tem 40 pontos n Brasileirão e quer afastar definitivamente risco de rebaixamento

Gazeta |

Vipcomm
Dorival Júnior, técnico do Flamengo

Uma verdadeira decisão. É dessa forma que o Flamengo encara a partida contra o Atlético-MG da próxima quarta-feira, pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro . Com 40 pontos somados após a vitória por 1 a 0 sobre o São Paulo, o time carioca ainda precisa de um passo a mais para afastar definitivamente o risco de rebaixamento.

O Flamengo ainda corre risco de rebaixamento no Brasileirão? Deixe seu palpite

"Nós ainda não conseguimos o nosso objetivo no Campeonato Brasileiro e, por isso, ainda temos algumas decisões pela frente, a começar por esse confronto diante do Atlético-MG, que se desenha muito complicado. Só vamos ter tranquilidade quando a nossa situação não apontar nenhum tipo de risco e, portanto, precisamos seguir pontuando", disse o técnico Dorival Júnior.

Pensamento semelhante tem o goleiro Felipe, que entende que a vitória sobre o São Paulo só foi conquistada no último domingo justamente porque os flamenguistas encararam a partida como uma final. Além disso, ele garante que haverá clima de guerra em Minas Gerais, em função da tentativa do time mineiro de encostar no Fluminense e se tornar campeão nacional.

"Vai ser uma guerra sim, no bom sentido da palavra. O Atlético-MG conseguiu tirar um pouco da diferença para o Fluminense e vai querer fazer de tudo para seguir brigando com boas chances de ser campeão. Para eles a vitória também é muito importante, o estádio vai estar lotado e o clima será de decisão. Será um jogo muito difícil e vamos sim precisar ter mais uma vez espírito de decisão", analisou Felipe, otimista pelo resultado positivo.

Leia também:  Exausto, Adriano faz treino físico puxado em reapresentação atrasada

Depois de dois dias de folga, o elenco do Flamengo se reapresentou na manhã desta quarta-feira para a realização de um puxado treino físico no Ninho do Urubu. Os preparadores exigiram bastante do elenco e não pouparam nem mesmo o atacante Adriano, sem jogar desde março e visivelmente longe de sua melhor forma física.

Sentindo fortes dores na coxa direita por conta de uma pancada recebida diante do São Paulo, que forçou a sua saída ainda no intervalo do jogo, o volante Aírton não conseguiu treinar, assim como o paraguaio Víctor Cáceres, que ainda vem sofrendo com dores na região do quadril. Os dois, porém, não chegam a ser preocupação para a partida contra o Atlético, uma vez que o duelo acontecerá apenas no meio da próxima semana.

Após o treino desta manhã de quarta-feira os jogadores foram liberados. A quinta-feira será um dia de trabalho em tempo integral, enquanto na sexta e no sábado as atividades serão apenas em um período. O domingo volta a ser de descanso geral.

    Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
    Leia tudo sobre: FlamengoDorival JúniorAtlético-MGFelipeBrasileirão 2012

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG