Tite entende vontade de Paulinho, mas reitera pedido de dispensa da seleção

O motivo da discórdia é o confronto entre Brasil e Argentina, que deveria ter sido realizado no dia 3 de outubro, mas foi adiado por causa da falta de energia elétrica em Resistencia

Gazeta |

Mowa Press
Paulinho está bem cotado na seleção

O técnico Tite compreende a vontade do volante Paulinho de não recusar as próximas convocações para a seleção brasileira. No entanto, o treinador reiterou seu desejo de ver os jogadores do Corinthians dispensados do Superclássico das Américas, que será disputado no dia 21 de novembro, em Buenos Aires.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"É compreensível o sentimento do atleta. Eu incentivo todos os jogadores a terem ambição de ir para a seleção. Eles têm de pensar assim, mas outra coisa é o momento, que é inconveniente para o Corinthians", reiterou o treinador.

O motivo da discórdia é o confronto entre Brasil e Argentina, que deveria ter sido realizado no dia 3 de outubro, mas precisou ser adiado quando os atletas já estavam em campo, pois faltou energia elétrica na cidade de Resistencia.

Leia mais:  Wallace tem edema na coxa e fica fora por duas semanas

Com isso, um acordo entre as federações dos dois países definiu 21 de novembro como nova data do confronto, em Buenos Aires. O duelo não desfalcará as equipes que disputam o Brasileirão, mas Tite não quer ficar sem seus atletas durante os treinos da semana, que serão utilizados para ajustar o Corinthians para o Mundial de Clubes.

Por isso, assim que a nova data foi adiada, o técnico corintiano pediu a liberação de seus jogadores. Porém, o volante Paulinho contrariou o treinador e afirmou que não gostaria de pedir dispensa.

Veja também:  Tite fica sem folga no Corinthians e já sente “adrenalina subir"

"É muito difícil ser convocado e temos de aproveitar. Claro que isso pode prejudicar um pouco a comissão técnica e a diretoria, mas é uma oportunidade para nós, jogadores. Vamos desfalcar, não tem como fugir, mas não dá para deixar de ir", declarou o meio-campista, na segunda-feira.

Como o regulamento do Superclássico só permite que atletas que atuam no futebol brasileiro sejam convocados por Mano Menezes, o treinador chamou para o primeiro jogo Paulinho, Cássio, Ralf e Fábio Santos. A lista foi repetida no segundo confronto, que acabou adiado. Já a Argentina também convocou o atacante Martínez duas vezes.

    Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
    Leia tudo sobre: corinthianstitepaulinhoseleção brasileira

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG