Vila Belmiro recebe vistoria e Santos critica a interdição do seu estádio

"Não existe nenhuma legislação que diga que a ambulância tem que entrar no gramado", disse Luiz Fernando Vella, gerente de patrimônio do clube

Gazeta |

Divulgação
Teste com ambulância é feito na Vila Belmiro após as obras realizadas

Após receber vistoria técnica do engenheiro Reginaldo Cordeiro, membro da Comissão Nacional de Inspeção de Estádios, da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), para analisar a área de acesso criada para ambulâncias na Vila Belmiro, o Santos espera uma resposta sobre a liberação do estádio, mas contesta a interdição de sua casa, por tempo indeterminado, em decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), na última sexta-feira.

E MAIS: Para Muricy, falta de objetivos não é desculpa para atuação do Santos

Para o gerente de patrimônio santista, Luiz Fernando Vella, a medida não encontra suporte na legislação vigente nos regulamentos de competições do país. "Não existe nenhuma legislação que diga que a ambulância tem que entrar no gramado. O Santos tem seguido os pedidos que têm sido feitos. Tanto é que em nenhuma das vistorias, seja da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros, da CBF ou da Federação Paulista de Futebol, nunca ninguém fez esse tipo de exigência", explicou.

A Vila Belmiro deve ser liberada? Deixe seu recado e comente esta notícia

O responsável pelo departamento de patrimônio do clube praiano ainda utilizou o exemplo de outros estádios para justificar o seu posicionamento. "Não é uma exigência. Até porque, se fosse, imagine você como uma ambulância no Parque Antártica (estádio do Palmeiras, que após a conclusão das reformas, será ‘Arena Palestra’) chegaria ao gramado?", questionou.

VEJA:  Santos quer liberar Vila, mas cogita Pacaembu para encarar o Náutico

Apesar da aprovação de Cordeiro, nas obras realizadas no portão 20 do estádio - a ambulância não havia conseguido entrar no gramado da Vila pelo portão 21, que fica ao lado e possui degraus, razão pela qual o veículo não pôde prestar atendimento ao zagueiro Rafael Marques, do Atlético-MG, na última quarta, no campo -, o Peixe ainda depende de um aval, liberando a Vila para receber o duelo contra o Náutico. O jogo está marcado para a próxima quinta e é válido pela 33° rodada do Brasileirão.

VOCÊ VIU? Em reforma, gramado da Vila tem ambulância em evento infantil

O diretor de competições da CBF, Virgílio Elísio, e o STJD devem se reunir, possivelmente ainda nesta segunda, ou na manhã de terça, para um posicionamento sobre a liberação ou não da Vila Belmiro.

"A CBF veio, fez a vistoria e irá enviar o laudo, dizendo que a obra foi concluída. Esperamos que a liberação seja imediata. Isto porque, só podemos iniciar a venda de ingressos depois que o jogo tiver um local definido. Por enquanto, ainda não está", concluiu Vella.

    Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
    Leia tudo sobre: SantosVila BelmiroSTJDBrasileirão 2012

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG