Presidente do Cruzeiro confirma acerto para mandar jogos no Mineirão

Gilvan de Pinho Tavares acertou um compromisso da equipe mineira explorar o estádio pelos próximos 25 anos

Gazeta |

O Cruzeiro vai assinar nos próximos dias contrato com a Minas Arena, empresa responsável pela administração do Mineirão. O compromisso dará direito a Raposa de explorar o estádio comercialmente por 25 anos. De acordo com o presidente Gilvan de Pinho Tavares, o acerto já havia ocorrido há algum tempo, mas que foram necessários alguns ajustes para assinatura do contrato.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Veja fotos das obras do Mineirão e dos outros estádios da Copa do Mundo de 2014:


"O contrato já está acertado há vários meses atrás. Não podíamos assinar um contrato de 25 anos muito rapidamente. Precisávamos analisar diversas cláusulas para não cometer erro jurídico. O Cruzeiro, na sexta-feira, se reuniu, terminamos de acertar todos os detalhes. Já foram digitados os acertos que fizemos e vamos marcar a data em breve para assinar este contrato para utilizarmos o Mineirão no ano que vem", disse.

O mandatário cruzeirense deu detalhes da parceria firmada. "Vamos participar de estacionamento, bares, vamos ter espaço para memorial do Cruzeiro, lojas do cruzeiro, bar temático do Cruzeiro. São benefícios que vão resultar em arrecadação do Cruzeiro. O Mineirão não será só o melhor e mais bonito estádio do Brasil, mas também, como é localizado na Pampulha, melhor ponto turístico de Belo Horizonte, será a maior atração da região", explicou. Gilvan Tavares não conseguiu fugir de responder sobre a parceria semelhante firmada entre o Atlético-MG e a BWA, para que o Galo explore comercialmente o Independência. Segundo o presidente cruzeirense, o negócio feito pela Raposa será mais lucrativo que o feito pelo rival.

"O contrato da Minas Arena é diferente do Independência. O Independência foi construído com dinheiro de estado, que entregou este estádio para ser administrado pela BWA por um tempo e o América participando de receita. Durante esse período, em que o Independência era o único estádio funcionando em BH, evidentemente, tiveram um aproveitamento bom comercialmente. Mas, a partir do momento que o Mineirão for colocado ao Cruzeiro e a sua torcida, evidentemente, que os nossos jogos serão apenas no Mineirão e o Independência deve se esvaziar", afirmou.

    Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
    Leia tudo sobre: cruzeiromineirãocopa 2014

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG