Koff desconversa sobre Luxemburgo e planeja busca por "novo Messi"

O Comitê de Busca de Talentos do Grêmio irá incluir parcerias com clubes da Argentina, Chile, Paraguai e Uruguai

Gazeta |

Eleito para o seu terceiro mandato como presidente do Grêmio neste domingo, Fábio Koff deu sua primeira entrevista coletiva como mandatário e utilizou tons conflitantes para falar a respeito de Vanderlei Luxemburgo, cujo contrato só é válido até o ano que vem.

E MAIS: Fábio Koff ganha eleição e retorna à presidência do Grêmio

Arquivo iG
Fabio Koff, novo presidente do Grêmio

O dirigente começou afastando com firmeza a possibilidade de um novo técnico para o ano que vem. "O Grêmio tem treinador, não vamos discutir isso agora. O técnico atual é a única alternativa, não tem outro", declarou.

Deixe seu recado e comente a notícia

Mais próximo ao final da entrevista, porém, Koff não tratou o assunto com tanta certeza. "Não quero começar com cogitações que possam abalar o foco do time na Sul-americana e no Campeonato Brasileiro. Só vamos nos manifestar sobre o futebol quando a sorte do time estiver definida", afirmou.

VEJA: Luxemburgo reclama do calendário e revela torcida pelo Fluminense

Além disso, o presidente gremista revelou o projeto de procurar novos talentos em outros países do continente. O Comitê de Busca de Talentos irá incluir parcerias com clubes da Argentina, Chile, Paraguai e Uruguai. "Vamos achar novos jogadores e até, quem sabe, um novo Messi", comentou.

Fábio Koff também comentou sobre a política que irá adotar com as despesas do clube. O dirigente planeja contratar menos para, dessa forma, equilibrar as despesas com a receita.

"Contratamos demais nos últimos anos. Queremos nos tornar um exemplo para o futebol brasileiro. Não adianta aumentar a despesa sem aumentar a receita, o equilíbrio é necessário. É possível fazer uma equipe para chegar à Libertadores dentro do orçamento do Grêmio", ponderou.

    Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
    Leia tudo sobre: grêmiofábio koffvanderlei luxemburgo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG