Com atuação fraca, Santos é derrotado pela Ponte Preta em Campinas

Gol de Luan ainda no primeiro tempo define vitória do time da casa, que chega a 40 pontos e se distancia da zona de rebaixamento

Gazeta | - Atualizada às

Com uma fraca atuação, o Santos conheceu neste domingo mais uma derrota no Campeonato Brasileiro . O time comandado por Muricy Ramalho visitou a Ponte Preta no Moisés Lucarelli, em Campinas, e saiu de campo derrotado por 1 a 0. O gol dos mandantes foi anotado por Luan na etapa inicial.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Gazeta Press
Luan comemora o gol da Ponte contra o Santos

O resultado ajudou a Ponte Preta a respirar um pouco no Brasileirão. Com o triunfo, a equipe campineira chegou a 40 pontos, agora na 13° posição do torneio. Já o Santos caiu para o 11° lugar, com 42 pontos.

Confira a classificação atualizada do Brasileirão

Na próxima rodada, o Santos recebe o Náutico, quinta-feira, em local a ser definido. Interditada pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), pelo incidente com a ambulância que não entrou no gramado do estádio, no empate com o Atlético-MG, na última quarta, a Vila Belmiro ainda pode ser liberada para o duelo. Caso contrário, o Pacaembu deve receber o jogo. Já a Ponte Preta recebe o Cruzeiro, também na quinta, no Moisés Lucarelli.

Veja fotos dos jogos deste domingo do Campeonato Brasileiro

O jogo
Precisando da vitória para se afastar da zona do rebaixamento, a Ponte Preta começou a partida pressionando. Logo aos cinco minutos, o atacante Luan fez jogada individual, cortando para o meio e finalizando de perna direita, para defesa de Rafael.

Melhor em campo, a Ponte dominava o jogo e não demorou para abrir o placar. Aos 12, João Paulo avançou pela esquerda e cruzou para Cicinho, que, na tentativa de finalizar, ajeitou para Luan. O atacante, em posição legal, apenas completou para o gol vazio e colocou os campineiros em vantagem no Moisés Lucarelli: 1 a 0.

A Ponte quase ampliou em rápido contra-ataque, aos 17. Nikão lançou Roger, que driblou o zagueiro e arriscou o chute, mandando a bola por cima no travessão.

Sem dar espaços para o Santos em campo, a equipe da casa esteve perto do segundo gol em outra grande oportunidade. Aos 28, Nikão levantou na área para Roger, que ajeitou de cabeça para o meio. A bola foi para a cabeçada de Cléber, no canto direito. Rafael se esticou e espalmou o forte toque do zagueiro campineiro, para escanteio.

Com Nikão, aos 34, a Ponte Preta quase balançou as redes santistas, em uma finalização de voleio do meia. A bola passou muito perto da trave esquerda do camisa 1 do Santos.

Antes do intervalo, os donos da casa ainda tiveram mais uma boa chance de gol. Aos 38, Luan acionou Roger, que fez o giro em cima da marcação adversária, batendo de primeira para mais uma grande defesa de Rafael, que de mão troca, espalmou a bola para escanteio.

Depois de um primeiro tempo ruim, o técnico Muricy Ramalho resolveu promover duas alterações no Santos, na volta para o segundo tempo. O volante Henrique deu lugar ao meia Bernardo, enquanto o argentino Miralles foi substituído por André, no ataque.

Apesar das substituições, o Santos pouco produzia em termos ofensivos. Com isso, a Ponte Preta esperava o momento certo para contra-atacar. Aos 15, Roger chegou na frente de Bruno Rodrigo, em uma enfiada de bola dentro da grande área, mas Rafael evitou o segundo gol do rival.

Aos 22, após cruzamento, a bola sobrou quicando na frente de Luan e o atacante armou o voleio, com o pé direito. A bola acertou o travessão, em mais uma grande chance desperdiçada pela Ponte.

Os santistas enfim criaram uma chance de perigo, com André. Aos 27, em cobrança de falta pelo lado direito, Bernardo lançou a bola na cabeça do centroavante, que tocou no canto esquerdo de Edson Bastos. A cabeçada passou ao lado do gol.

Enquanto no time da casa o meia Nikão deu lugar ao lateral Uendel, aos 29, e Rildo substituiu Luan, aos 41, Muricy arriscou sacar um volante, Adriano, para a entrada do meia-atacante argentino Patito Rodríguez, em sua última troca, aos 37.

Porém, mesmo com as tentativas do seu treinador, a equipe santista não teve forças para chegar ao empate nos minutos finais.

FICHA TÉCNICA - PONTE PRETA 1 X 0 SANTOS
Local:
Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Data: 21 de outubro de 2012, domingo
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Guilherme Ceretta de Lima (SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa-SP) e Bruno Salgado Rizo (SP)
Cartões amarelos: Baraka, Renê Júnior e Uendel (Ponte Preta); André e Bruno Peres (Santos)

Gols:
PONTE PRETA:
Luan, aos 12 minutos do primeiro tempo

PONTE PRETA: Edson Bastos, Cicinho (Xaves), Ferron, Cléber e João Paulo; Baraka, Wendel Santos, Renê Júnior e Nikão (Uendel); Luan (Rildo) e Roger
Técnico: Guto Ferreira

SANTOS: Rafael; Bruno Peres, Bruno Rodrigo, Durval e Gérson Magrão; Adriano (Patito Rodríguez), Henrique (Bernardo), Arouca e Felipe Anderson; Neymar e Miralles (André)
Técnico: Muricy Ramalho

    Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
    Leia tudo sobre: SantosPonte PretaBrasileirão 2012

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG