Para iniciar arrancada, Cuca faz mistério sobre Réver e Bernard

Depois dos sustos com Rafael Marques e Bernard no empate contra o Santos, o técnico Cuca ainda viu o zagueiro Réver reclamar de dores

Gazeta |

Bruno Cantini / Divulgação
Cuca aposta no fator casa contra o Fluminense

Na manhã deste sábado, o elenco do Atlético-MG fez os últimos ajustes para enfrentar o líder Fluminense, às 16 horas (de Brasília), neste domingo. Depois dos sustos com Rafael Marques e Bernard no empate contra o Santos, o técnico Cuca ainda viu o zagueiro Réver reclamar de dores do pé já na reta final do treinamento e agora faz mistério para divulgar o time que disputará a "decisão" na Arena Independência.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Poupado durante a semana para se recuperar de uma pubalgia, o camisa 5 atuava normalmente no rachão quando sofreu uma pancada no pé, deixou o gramado e precisou receber atendimento do médico Marcos Vinícius. Minutos depois, o defensor voltou ao recreativo, mas ainda não tem presença garantida contra o Fluminense.

Como Cuca optou por não divulgar a lista de relacionados, a situação do meia Bernard também é uma incógnita. O garoto teve um princípio de convulsão após trombada diante do Santos e pode ser preservado pela comissão técnica do Galo. Já Rafael Marques, que deixou a Vila Belmiro de ambulância depois de se chocar com o companheiro Leonardo Silva, deve ficar de molho por uma semana. 

Leia mais:  Cuca aposta no fator casa contra o Fluminense

Além de manter mistério sobre a escalação da equipe, o treinador alvinegro resolveu comentar o clima de decisão criado para o duelo contra o Fluminense. "Eles sabem que o campeonato está em aberto. A gente sabe que eles têm enorme vantagem. Não podemos desqualificar a campanha deles. Teve erro de arbitragem, mas os caras têm méritos, é a melhor campanha da história dos pontos corridos", analisou.

Perguntado sobre os erros de arbitragem que teriam favorecido o Flu, Cuca foi direto e revelou ainda acreditar em uma arrancada do clube mineiro. "Não adianta falar o que aconteceu. O Fluminense tem o mérito dele. A gente tem o nosso. Se erraram um pouco mais para esse ou para aquele, não adianta chorar. Depende agora de termos nossa arrancada", concluiu.

    Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
    Leia tudo sobre: atlético-mgbernardrévercuca

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG