São-paulinos insinuam algo "estranho" em denúncia contra Luis Fabiano

Atacante será julgado por simulação no clássico contra o Palmeiras e pode receber suspensão de até seis partidas

Gazeta |

A denúncia da Procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por simulação de Luis Fabiano no clássico contra o Palmeiras foi criticada pelos são-paulinos nesta quinta-feira, após a vitória sobre o Atlético-GO. Para eles, estranha o artilheiro ir a julgamento por esse motivo nesta fase da competição.

Com vitória sobre Atlético-GO, São Paulo abriu vantagem no G4. Veja a classificação

"Estamos enfrentando equipes fortes politicamente. Estranhamente esses fatos começam a surgir na reta final do Campeonato Brasileiro", disse o capitão Rogério Ceni, na saída de campo do Morumbi, argumentando que o lance, do qual disse nem se lembrar, não "provocou absolutamente nada no jogo".

Veja as imagens dos jogos desta quinta-feira pelo Campeonato Brasileiro:

A jogada ocorreu aos 33 minutos do primeiro tempo do clássico. Uma bola chutada pelo zagueiro palmeirense Maurício Ramos atingiu a barriga de Luis Fabiano, e não em seu rosto, como o atacante "simulou de forma escancarada", como sugeriu a Procuradoria na denúncia que será julgada na próxima segunda-feira.

Quem também se mostrou insatisfeito com o assunto foi Ney Franco. Logo após chegar à sétima partida consecutiva sem derrota no Brasileiro, o treinador clamou por bom senso do tribunal, já que Luis Fabiano será julgado por infração ao artigo 258 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) e pode pegar gancho de até seis partidas.

"Não vejo futebol com pessoas em gabinetes ou vendo jogo pela televisão para depois definir a escalação de uma equipe. A não ser que seja uma coisa muito grave. Todos os jogos têm lances mais ou menos iguais àquele. Por que acontecer isso agora na reta final?", indignou-se o comandante tricolor.

Como o julgamento está marcado para segunda-feira, o camisa 9 não corre risco de ficar impossibilitado de atuar no domingo, diante do Flamengo, no Rio de Janeiro. Por outro lado, caso seja suspenso por pena máxima, ele estará fora do restante do campeonato, uma vez que após o fim de semana restarão apenas mais seis rodadas.

    Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG