Atacante pegou dois jogos de suspensão por agressão a Pará, do Grêmio. Ele já cumpriu um

Neymar foi expulso em 30 de setembro após pisar em Pará em partida no Estádio Olímpico
Gazeta Press
Neymar foi expulso em 30 de setembro após pisar em Pará em partida no Estádio Olímpico

O Santos ainda tem esperanças de contar com Neymar na partida contra a Ponte Preta, domingo, no Moisés Lucarelli. O departamento jurídico do clube entrou com um pedido de efeito suspensivo no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) nesta sexta-feira visando garantir a presença d atacante no duelo em Campinas.

Leia também: Neymar concorre a prêmio de revista britânica dos melhores do ano

Na última quarta-feira, o tribunal condenou Neymar a cumprir dois jogos de punição pelo cartão vermelho recebido no empate com o Grêmio, no último dia 30, em Porto Alegre. Como o camisa 11 santista já cumpriu a pena automática (contra o Internacional, dia 6), ainda teria de ficar fora do confronto com a Ponte.

Deixe seu comentário sobre esta notícia

"Pelo que estão falando pode ser que dê certo. Se isso acontecer, a gente ganha um tempo a mais com o Neymar. Mas temos de esperar a palavra do advogado", disse o técnico Muricy Ramalho, cauteloso sobre a possibilidade de contar com Neymar diante dos campineiros.

O atacante recebeu folga e não participou do treino do Santos nesta sexta-feira por ter jogado dois dias seguidos (terça pela seleção brasileira na Polônia e quarta no empate contra o Atlético-MG).

Com a dúvida em relação a participação de Neymar no jogo com a Ponte Preta, o treinador alvinegro poderá contar com o retorno do centroavante André, que ficou de fora da vitória sobre o Vasco e do empate com o Galo. Caso a Joia tenha a suspensão mantida, o argentino Miralles e André formarão o ataque no domingo.

Muricy orientou uma atividade em campo reduzido nesta sexta, com gols também de tamanho reduzido. Enquanto isso, os titulares somente correram ao redor do gramado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.