Secretário-geral da Fifa foi internado no Hospital Samaritano, no Rio de Janeiro, após sofrer infeccção renal e deve receber alta em até três dias

Valcke brincou com a internação por infecção renal nesta quinta
Reuters
Valcke brincou com a internação por infecção renal nesta quinta

Internado no Rio de Janeiro por conta de uma infecção renal, o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke brincou com o incidente. Fora da reunião do COL (Comitê Organizador Local) da Copa do Mundo de 2014 , realizada na tarde desta quinta-feira, o dirigente não tem data para receber alta e ainda deve ficar de dois a três dias em observação no país.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

O incidente, porém, foi ‘planejado’, de acordo com a carta de Valcke, lida pelo diretor de comunicações da Fifa, Walter de Gregorio, que o substituiu durante o evento previsto para esta tarde. "Como parte do nosso tour de inspeção, queria ver o nível do sistema de saúde do Brasil", afirmou, brincando, o dirigente.

Leia mais:  Com crise renal, secretário-geral da Fifa é hospitalizado no Rio

Valcke foi internado na noite de quarta-feira, com dores abdominais e já passou a receber o tratamento contra o problema renal. Com a internação, o secretário-geral foi tirado da série de eventos em que deveria aparecer, como o desta tarde. Depois de ruídos na relação com o ministro dos Esportes, Aldo Rebelo, o membro da entidade que gere o futebol recebeu um desejo de melhoras do presidente da CBF, José Maria Marin.

Além das capitais do Rio Grande do Sul e Minas Gerais, que visitou nesta semana, o dirigente já fiscalizou as obras em Cuiabá, Fortaleza, Manaus, Salvador, Recife, Natal e Brasília. Ainda neste ano, São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba devem passar por análises, encerrando o ciclo de visitas às cidades-sede do País, que recebeu a Copa do Mundo pela última vez em 1950.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.