Surpreso com problema de acesso na Vila, vice atesta erro do Santos

Odílio Rodrigues afirma que o clube já está trabalhando para corrigir as falhas no estádio antes do próximo jogo do time como mandante

iG São Paulo * |

Gazeta Press
Rafael Marques sai no carrinho da maca até a ambulância, na Vila Belmiro

O vice-presidente do Santos , Odílio Rodrigues, admitiu erro do clube na dificuldade de acesso da ambulância no gramado da Vila Belmiro, durante o jogo desta quarta contra e Atlético-MG . Já preparando-se para organizar a reforma no local, o dirigente revelou haver exercícios no estádio para retirar torcedores das arquibancadas, mas a preparação para casos como o do zagueiro Rafael Marques ainda não é adequada.

CONFIRA: STJD ameaça interditar a Vila, e Santos promete obra de acesso ao seu estádio

"Do ponto de vista da presidência, nos surpreendemos com isso. Temos claro em nossa memória que já entraram carros para eventos no gramado da Vila por outros portões. Procurei saber porque a ambulância não entrou por uma destas opções e a explicação que recebemos é que havia acumulo de pessoas no local e isso atrapalhou", explicou, em entrevista ao Sportv .

O Santos merece ser punido? Comente e deixe seu recado para outros torcedores

"A solução encontrada foi colocar a ambulância em um local que não tinha acesso. Foi um erro lamentável, que poderia ter sido prevista a correção e vamos tomar medidas internas para contornar esta situação", acrescentou o dirigente.

E MAIS: Zagueiro Rafael Marques recebe alta após susto na Vila Belmiro

Durante o empate na Vila Belmiro por 2 a 2, o zagueiro Rafael Marques se chocou com seu companheiro de zaga Leonardo Silva e caiu desacordado no gramado. O atendimento, porém, foi prejudicado, já que a ambulância não conseguia entrar no local e o defensor ficou cerca dez minutos aguardando para ser retirado.

A solução encontrada para tirar Rafael Marques, vítima de um traumatismo craniano, da Vila Belmiro foi usar a maca móvel. Formado em medicina, o vice-presidente do Santos disse que estava ainda mais contrariado com a situação. Diante da ineficiência do estádio, Odílio mostrou-se ao menos aliviado por falar com o doutor Otaviano de Oliveira Júnior, membro do departamento médico do Atlético-MG.

VEJA: Após novo golaço e drible espetacular, Neymar brinca com Ronaldinho. Assista

"Conversei com ele, o Rafael Marques foi para o hospital, fez uma tomografia. Ele já está subindo a serra, graças a Deus correu tudo bem. Esperamos agora que este tipo de erro não se repita", acrescentou. O jogador, depois de ir para a Santa Casa da Misericórdia e fazer exames, recebeu alta nesta manhã.

O incidente pode fazer o STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) até interditar o estádio . Segundo Paulo Schimitt, procurador-geral da entidade, o Santos deve ser denunciado no artigo 211 do CBJD (Código Brasileiro de Justiça Desportiva), por deixar de garantir estrutura necessária para a realização de uma partida de futebol, que prevê multa de R$ 100 a R$ 100 mil e interdição do estádio até a resolução do problema.

A promessa da diretoria santista é de que até o próximo jogo em Santos, contra o Náutico, a falha já terá sido corrigida. Com laudo técnico liberando a Vila Belmiro para receber partidas, Odílio não fala em punição, já que alega trabalhar para evitar novos problemas deste tipo. O encontro com o Náutico está marcado para ocorrer o dia 25 deste mês.

*com Gazeta

    Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG