Neymar mostra fôlego e brilha, mas Atlético-MG busca empate na Vila

Após longa viagem de volta da Polônia, onde defendeu a seleção, meia faz gol na Vila no empate entre santistas e atleticanos

iG São Paulo * |

Gazeta Press
Neymar e Ronaldinho brincam antes do início da partida na Vila Belmiro

Santos e Atlético-MG fizeram um jogo bastante movimentado, repleto de emoções e incidentes, e empataram por 2 a 2, nesta quarta-feira, na Vila Belmiro. A partida foi válida pela 31ª rodada do Brasileirão.

Gostou do resultado? Deixe seu comentário e troque recados com outros torcedores

Após passar por uma verdadeira maratona para jogar, retornando ao país um dia depois de ajudar a seleção brasileira a golear o Japão, por 4 a 0, nesta terça-feira, na Polônia, o atacante Neymar completou 200 partidas com a camisa do Santos. O craque marcou o segundo gol, mas não conseguiu fazer a sua equipe sair com a vitória. O Atlético reagiu, após estar perdendo por dois gols, empatando o jogo.

O jogo marcou ainda dois incidentes com jogadores do Atlético. O zagueiro Rafael Marques deixou o estádio de ambulância, após desmaiar em choque de cabeça com o colega de zaga Leonardo Silva. Ele foi atendido na Santa Casa de Santos, e passa bem.

Outro que assustou foi o jovem Bernard, que se chocou com o volante Henrique e também precisou deixar o gramado.

O resultado manteve os santistas na nona colocação do Brasileiro, agora com 42 pontos. Já os mineiros continuam no segundo lugar da Série A, com 60 pontos ganhos e nove a menos que o Fluminense.

Na próxima rodada, o Santos visita a Ponte Preta, domingo, a partir das 18h30 (horário de Brasília), no Moisés Lucarelli. Neymar, suspenso por dois jogos pelo STJD, por causa de sua expulsão contra o Grêmio, no último dia 30, em Porto Alegre, não poderá atuar.

Enquanto isso, os atleticanos recebem o Fluminense, líder do Brasileirão, também no domingo, só que às 16 horas, na Arena Independência.

O jogo

O Santos começou avassalador. Com apenas 17 segundos de jogo, o argentino Miralles recebeu de Felipe Anderson dentro da grande área e bateu no canto esquerdo de Victor, sem chances de defesa: 1 a 0 para o Peixe.

Melhores em campo, os santistas ampliaram aos 11. Em grande lance individual de Neymar,que fintou Rafael Marques, Leonardo Silva e Júnior César, o atacante apenas deslocou o goleiro atleticano, colocando a bola no canto direito e ampliando a vantagem de sua equipe no marcador.

O segundo gol fez o Atlético-MG reagir. Aos 16, o lateral-direito Marcos Rocha quase descontou em chute que exigiu grande defesa de Rafael, que espalmou a bola para escanteio.

Um minuto depois, o Galo descontou. Serginho fez grande jogada individual, driblando o lateral-esquerdo Léo e cruzando na medida para Bernard, de cabeça, dentro da pequena área, bater o goleiro Rafael.

O gol animou o Atlético-MG, que adiantou a sua marcação e passou a pressionar a saída de bola do Santos. Aos 26, a recompensa chegou para o Galo. Em rápido contra-ataque, Marcos Rocha lançou Bernard, Rafael tentou cortar, mas a bola sobrou para a finalização de Jô, que não desperdiçou a oportunidade de empatar o duelo: 2 a 2.

No lance do gol de empate, Rafael Marques e Leonardo Silva, ambos zagueiros do time mineiro, se chocaram e o primeiro levou a pior. Marques precisou ser imobilizado e, por problemas no acesso da ambulância da Vila ao gramado, precisou ser retirado de maca. O defensor atleticano, que foi substituído por Richarlyson, foi encaminhado a Santa Casa de Santos e está consciente. Rafael Marques ainda irá passar por tomografia no hospital para maiores detalhes do seu quadro clínico.

Após dez minutos de interrupção, o jogo foi retomado, porém, o ritmo da partida diminuiu bruscamente. Antes do intervalo, o veterano Léo deixou o confronto, lesionado. Gérson Magrão entrou no seu lugar.

Na volta para o segundo tempo, o Atlético-MG quase virou. Aos dois minutos, Ronaldinho Gaúcho levantou a bola para Richarlyson quase marcar o terceiro gol dos visitantes na Vila Belmiro.

Com o Peixe levando pouco perigo ao gol defendido por Victor, o técnico Muricy Ramalho resolveu mexer novamente na sua equipe. Desta vez, por opção tática. Aos 19, Felipe Anderson deu lugar a Bernardo.

No minuto seguinte, Bernardo cobrou falta para a área, Neymar quase completou e a bola sobrou para Miralles. O argentino, entretanto, não conseguiu o arremate e a zaga adversária afastou o perigo.

Aos 24, os santistas estiveram mais uma vez perto do terceiro gol. Neymar recebeu da entrada da área e tentou bater no canto esquerdo de Victor. O goleiro atleticano se esticou para desviar a bola com a ponta dos dedos e salvar o seu time. Precisando da vitória para encurtar a distância para o primeiro colocado do Brasileirão, o Galo promoveu duas alterações.

Aos 29, Jô saiu para a entrada de Leonardo, no ataque. Dois minutos depois foi a vez do ala-direito Marcos Rocha sair para a entrada do lateral-esquerdo Carlos César. Após o choque com o volante Henrique, Bernard foi outro jogador do clube mineiro a precisar deixar o gramado, aos 33.

O atleta saiu de maca, imobilizado, com um colete protetor na região do pescoço, e o seu time ficou com um a menos em campo. No minuto seguinte, o Atlético-MG teve uma grande chance, pois a zaga santista não tirou a bola de sua grande área e, no rebote, Leonardo mandou por cima do gol de Rafael.

Para os minutos finais da partida, Muricy aproveitou a vantagem numérica no gramado para sacar o volante Adriano para a entrada do centroavante Bill. No entanto, apesar da pressão dos donos da casa, o Galo resistiu a pressão e o empate perdurou até o apito final do árbitro.

* Com a Gazeta Esportiva

Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
Leia tudo sobre: atlético-mgsantosbrasileirão 2012neymar

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG