Internacional decepciona de novo e leva virada do Figueirense no Beira-Rio

Dagoberto e Rafael Moura fizeram os gols colorados, mas Aloísio, duas vezes, e Ronny viraram o jogo.

Gazeta |

Gazeta Press
Dagoberto disputa bola contra a marcação do Figueirense

O Internacional  deu vexame mais uma vez contra um dos piores do Brasileirão. Depois de perder para o lanterna Atlético-GO no último sábado, em Goiânia, a equipe de Fernandão levou uma virada histórica de 3 a 2 do vice-lanterna Figueirense , desta vez no Beira-Rio. Dagoberto e Rafael Moura fizeram os gols colorados, mas Aloísio, duas vezes, e Ronny viraram o jogo.

Veja a classificação completa do Brasileiro

Com Leandro Damião em campo e um incomum 4-3-3 como esquema tático, o Inter dominou o primeiro tempo. Mesmo sem jogar bem, tomou a iniciativa, abriu o placar, mas foi castigado com o empate catarinense no último lance da etapa inicial. No segundo tempo, o Colorado partiu para a pressão, fez 2 a 1, mas, como no primeiro tempo, cedeu o resultado no fim, perdendo mais uma.

Com 45 pontos, o Inter se mantém na 6ª posição do Brasileirão. Domingo a equipe de Fernandão visita o Vasco, em São Januário. O Figueirense sobe uma posição: é 18º, com 28. Também no domingo, a equipe recebe o Botafogo, no Orlando Scarpelli.

O jogo
A grande surpresa do técnico Fernandão para a partida foi a escalação de Leandro Damião. O centroavante chegou antes do previsto de seu retorno da seleção brasileira e foi escalado no ataque ao lado de Dagoberto e Cassiano, num inédito 4-3-3 para o Internacional nesta temporada. Logo no primeiro lance do jogo, o artilheiro já tentou uma bicicleta, mas sem sucesso.

O Inter teve mais iniciativa no primeiro tempo. Aos seis minutos, Édson Ratinho fez boa jogada pela direita, fintou a marcação e cruzou na cabeça de Dagoberto, mas a conclusão foi por cima do gol. Nas jogadas restantes, a defesa catarinense saiu-se bem afastando o perigo. Aos 21, Ygor aproveitou rebote após cobrança de falta, chutou e Dagoberto entrou de carrinho, mandando para fora. No minuto seguinte, Damião recebeu de Guiñazu e soltou uma bomba, com muito perigo.

Gazeta Press
Fernandão comemora gol do Inter com Rafael Moura

Mais ligado no jogo, o Inter abriu o placar em um golaço de Dagoberto. Aos 38, o atacante roubou de Elsinho, deu lindo drible em Canuto e encobriu Wilson com muita categoria. Aos 44, o Colorado perdeu grande chance de ampliar: Cassiano recebeu grande passe de Fred, mas Wilson saiu bem do gol e fez grande defesa.

O castigo pelo desperdício seria duro com o Internacional. Aos 45, em sua primeira chegada com real perigo na partida, o Figueirense empatou o jogo: Ronny deixou Aloísio na cara do gol, e o artilheiro encobriu Muriel com um toquinho por baixo da bola: 1 a 1.

O segundo tempo começou quente no Beira-Rio. Aos cinco minutos, Sandro errou passe e a bola sobrou para Leandro Damião, que chutou para ótima defesa de Wilson. Três minutos depois, Júlio César, Aloísio e Ronny fizeram grande jogada tabela. Foi Ronny que chutou, para grande defesa de Muriel. A resposta foi imediata: Dagoberto serviu Damião, que chutou para fora.

Aos 11, outra ótima chance do Inter: Dagoberto lançou Damião na área, mas o chute bateu na zaga. No minuto seguinte, Dagoberto invadiu a área e obrigou Wilson a uma nova ótima defesa. Inspirado, Dagol, além de marcar o primeiro, participou da jogada do segundo colorado: aos 24, ele escorou de cabeça para Rafael Moura, que recém havia entrado na partida, fazer 2 a 1. Foi seu primeiro gol com a camisa do Inter.

O gol não mudou a postura do Figueirense, que continuou retraído. O Colorado quase marcou o terceiro aos 29: Fabrício cruzou da esquerda, Rafael Moura chegou atrasado, mas Cassiano pegou a sobra. Sem goleiro, o atacante chutou em cima do zagueiro Sandro, que salvou o gol. Aos 34, Fred apanhou sobra dada pela zaga catarinense e chutou de longe, acertando a trave.

Quando tudo parecia decidido em favor do Inter, o Figueirense surpreendeu e marcou dois gols no fim, garantindo a vitória. Aos 42, William Pottker cruzou rasteiro da esquerda e Ronny pegou de primeira, empatando, para decepção no Beira-Rio. O clima ficaria ainda pior para os colorados aos 44, quando Aloísio aproveitou, de cabeça, um cruzamento de Doriva, em falha do goleiro Muriel. O Inter ainda levou perigo, aos 46, com Rodrigo Moledo, mas não conseguiu o empate.

FICHA TÉCNICA - INTERNACIONAL 2 x 3 FIGUEIRENSE

Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Data: 17 de outubro de 2012, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)
Assistentes: Marrubson Melo Freitas (DF) e Lourival Cândido das Flores (RN)
Público: 5.671
Renda : R$ 53.100,00
Cartão amarelo: Ygor, Dagoberto, Guiñazu e Fred (Internacional); Elsinho, Aloísio e Claudinei (Figueirense)

Gols:  INTER:Dagoberto, aos 38 minutos do primeiro tempo, e Rafael Moura, aos 24 minutos do segundo tempo
FIGUEIRENSE: Aloísio, aos 45 minutos do primeiro tempo e aos 44 minutos do segundo tempo; e Ronny, aos 42 minutos do segundo tempo

INTERNACIONAL : Muriel; Édson Ratinho, Rodrigo Moledo, Juan e Fabrício; Ygor (D’Alessandro), Guiñazu e Fred; Dagoberto, Leandro Damião (Rafael Moura) e Cassiano (Josimar).
Técnico: Fernandão

FIGUEIRENSE: Wilson; Elsinho (Jackson), Canuto, Sandro e Hélder; Coutinho (Botti), Doriva, Claudinei e Ronny; Júlio César (William Pottker) e Aloísio.
Técnico : Márcio Goiano

Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
Leia tudo sobre: internacionalfigueirensebrasileirão 2012

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG