Empresário que chamou Valdivia de "desprezível" agora pede desculpa

Jorge Machado alega que o jogador do Palmeiras deu um calote de 500 mil euros (cerca de R$ 1,3 milhão)

Gazeta |

Gazeta Press
Valdivia promete não comentar o assunto

Em 27 de julho, Jorge Machado não poupou xingamentos a Valdivia, chamando-o de "baita caloteiro" e "ser humano desprezível" alegando dívida de 500 mil euros (cerca de R$ 1,3 milhão) do jogador com ele. Agora, o empresário, através de nota oficial, pede desculpas ao chileno e avisa que não falará mais sobre o assunto.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Infelizmente, no calor das minhas declarações, face a minha indignação com o fato ocorrido, acabei me exacerbando no peso e teor das minhas palavras. Destarte, venho me retratar com o Sr. VALDIVIA e lhe pedir desculpas, por ter usado alguns termos que eventualmente vieram a ferir o seu âmago ou ofender a sua pessoa, deixando bem claro que essa não era minha intenção. Tais palavras foram resultado de um desabafo carregado de emoções, devido a minha repulsa por situações dessa natureza", diz o empresário na nota.

A nova posição de Machado tem a ver com o processo que continua movendo contra o camisa 10 do Palmeiras para cobrar parte da comissão que diz não ter recebido por sua participação na venda do Mago do Palmeiras para o Al Ain, dos Emirados Árabes Unidos, há mais de quatro anos. O empresário alega que o atleta só repassou 400 mil euros dos 900 mil euros que ele tem direito na negociação.

Veja também:  Diretor do Palmeiras brinca sobre Zizao: "Um novo ET em Varginha"

Mas não será mais com xingamento na imprensa que Machado vai se manifestar. "(Eu) me absterei de manifestar sobre essa questão, até decisão transitada em julgado no processo supra mencionado, a qual farei questão de trazer novamente a público, seja qual for o resultado", prometeu.

Em 27 de julho, o empresário tomou postura bem diferente. "Quando o ouvi dizer (em entrevista) que contratos são feitos para serem quebrados, pensei que alguém teria de mostrar o que acontece, para deixar de ser palhaço. Ele acha que brasileiro é babaca. Ele não é santo, mas sim um baita caloteiro. Se eu ganhar, e tenho certeza de que ganharei, vou doar para alguma instituição, porque esse dinheiro vai me fazer mal. Tive contato uma vez por telefone com ele e percebi que é um ser humano desprezível."

Leia mais:  Contundidos, Maikon Leite e Correa devem ser desfalques contra o Cruzeiro

Veja a íntegra do comunicado oficial enviado por Jorge Machado:

Eu, Jorge Moreira Machado venho, por meio desta, fazer a seguinte declaração:

1) Em 27 de julho do ano corrente fiz algumas declarações a respeito do Sr. Jorge Luis VALDIVIA Toro. Essas declarações foram feitas em razão de um contrato feito entre ele e a empresa que sou sócio, concernentes a uma comissão devida a minha empresa e que por ele não foi paga, razão pela qual tive de recorrer à Guarida do Poder Judiciário, para que o contrato fosse cumprido.

2) Infelizmente, no calor das minhas declarações, face a minha indignação com o fato ocorrido, acabei me exacerbando no peso e teor das minhas palavras.

3) Destarte, venho me retratar com o Sr. VALDIVIA e lhe pedir desculpas, por ter usado alguns termos que eventualmente vieram a ferir o seu âmago ou ofender a sua pessoa, deixando bem claro que essa não era minha intenção. Tais palavras foram resultado de um desabafo carregado de emoções, devido a minha repulsa por situações dessa natureza.

4) No mais, reporto-me aos autos do processo n: 0201626-91.2012.8.21.0001, em trâmite perante a 08ª Vara Cível do Foro Central de Porto Alegre, uma vez que o processo é público, cujos documentos acostados comprovam os fatos por mim alegados. Contudo, me absterei de manifestar sobre essa questão, até decisão transitada em julgado no processo supra mencionado, a qual farei questão de trazer novamente a público, seja qual for o resultado.

Porto Alegre, 18 de outubro de 2012.

Jorge Moreira Machado

    Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
    Leia tudo sobre: valdiviapalmeiras

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG