Dorival Júnior completa um turno no Flamengo e fala em injustiça

Técnico elogiou a postura dos jogadores e aproveitou para reconhecer que não tem conseguido colocar em prática o que havia sido planejado em sua chegada

Gazeta |

Ao empatar por 0 a 0 com a Portuguesa na noite da última quarta-feira, o técnico Dorival Júnior completou um turno no comando da equipe rubro-negra. No primeiro turno, jogando no Engenhão, o resultado foi exatamente o mesmo e, ao contrário do que se esperava, o time deixou de ser o décimo colocado para figurar na 15ª posição do Campeonato Brasileiro após a demissão de Joel Santana.

E MAIS: Portuguesa e Flamengo empatam e não se afastam da zona da degola

Futura Press
Dorival Júnior, técnico no Flamengo

Para o treinador, o mau momento vivido pelo elenco é facilmente explicado: "O campeonato é muito disputado. Estamos batendo há um bom tempo com jogos em que somos melhores do que os adversários, mas o resultado não sai. Isso gera insegurança e incertezas dentro da equipe", analisou.

O Flamengo cai para Série B? Deixe seu recado e comente esta notícia

Passados três meses de sua estreia no banco de reservas flamenguista, Dorival elogiou a postura dos jogadores e aproveitou para reconhecer que não tem conseguido colocar em prática o que havia sido planejado em sua chegada.

"A equipe vem adquirindo uma boa condição, vem fazendo grandes jogos. Reconheço que o número de pontos está bem aquém daquilo que tínhamos como meta. Você jogar bem, procurar o gol e equilibrar partidas é muito pouco para se ter tranquilidade dentro da competição", destacou.

Outro fator citado como primordial para a irregularidade do Flamengo no Brasileirão é a montagem do elenco com o torneio em andamento. "Isso não conforta o torcedor, mas é assim, é natural, já que a equipe está sendo modificada dentro do campeonato. O torcedor tem de entender e ser fundamental novamente no domingo", pediu.

CONFIRA: Preocupado com a degola, Felipe pede reação do Flamengo

O jogo do final de semana, válido pela 32ª rodada, é contra o São Paulo, que possui a melhor defesa e um dos melhores ataques do segundo turno. Sabendo das dificuldades que poderá encontrar, já que foi goleada por 4 a 1 no Morumbi, Dorival Júnior convocou a torcida, mas afirmou que ainda não planejou a equipe para enfrentar os tricolores.

"Vamos analisar a volta do Victor Cáceres e do Marcos Gonázalez, que estavam com seleções, além de quem ficou de fora suspenso (lateral direito Wellington Silva), mas ainda não pensei em nada", revelou o comandante, que não terá o volante Luiz Antonio, que levou o terceiro cartão amarelo, e o veterano Léo Moura, com grave lesão muscular.

    Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
    Leia tudo sobre: FlamengoDorival JúniorBrasileirão 2012

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG