Botafogo e Vasco fazem clássico e tentam reencontrar o rumo no Brasileiro

Equipes vêm de resultados negativos e convivem com sequência de partidas sem vencer no Brasileiro

Gazeta |

Um duelo entre duas equipes que perderam o rumo no Campeonato Brasileiro e tentam reencontrá-lo para seguir com chances de disputar a próxima Copa Libertadores. Assim pode ser definido o clássico entre Botafogo e Vasco, que se enfrentam nesta quinta-feira, às 21h, no Estádio Olímpico João Havelange, o Engenhão, no Rio de Janeiro, pela 31ª rodada.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Gazeta Press
Juninho Pernambucano comemora o gol da vitória do Vasco contra o Atlético-GO

O Cruzmaltino, que tem 50 pontos, passou toda a competição no G4, mas acabou saindo no fim de semana com a derrota de 2 a 0 para o Santos. Já o Glorioso, que no empate por 1 a 1 com o Grêmio chegou ao sétimo jogo sem vitória, tem apenas 41 pontos e se apega a chances matemáticas de disputar o torneio continental.

Leia mais:  Estiramento na coxa tira Alecsandro do clássico contra o Botafogo

Se não bastasse a rivalidade entre dois grandes clubes do mesmo estado, o duelo desta quinta-feira vem mexendo com ambos os lados pela necessidade de vencer. O perdedor pode sofrer um banho de água fria em suas pretensões na temporada. "Reconhecemos a necessidade de vencer esse jogo e estamos trabalhando muito para isso. Infelizmente não conseguimos bons resultados nos dois jogos passados, quando também nos empenhamos muito e a vitória acabou não acontecendo. O Botafogo tem uma grande equipe, jogadores capazes de fazer a diferença, mas precisamos bastante dos três pontos", analisou Marcelo Oliveira, técnico do Vasco.

Por outro lado, o comandante do Botafogo, Oswaldo de Oliveira, reconhece que a vitória é importante para a sua equipe, mas não projeta dificuldades maiores por conta da necessidade de triunfo do rival.

Confira ainda:  Juninho Pernambucano pode ser suspenso por até dois anos pelo STJD

"Me detenho mais ao Botafogo. Não tenho as informações de como está o Vasco. Vejo os jogos e vi que o Vasco perdeu com a saídas de jogadores, mas é um time respeitável, de altíssimo nível. Será um jogo difícil, entre dois grandes competidores. Só que precisamos demais da vitória e vamos lutar muito por ela", afirmou.

Em termos de escalação os dois treinadores fazem mistério. O lateral direito Lucas e o meia Andrezinho, que foram advertidos com o terceiro cartão amarelo contra o Santos, desfalcam o Botafogo. Na lateral, Oswaldo não sabe se escala o reserva imediato, Lennon, ou se improvisa o volante Jadson. Para a vaga de Andrezinho, Seedorf, poupado no Sul, será o escolhido.

E mais:  Um mês após retornar ao Botafogo, Jobson falta a treino físico no clube

O treinador ainda vai barrar o apoiador Vítor Júnior e dar uma chance ao atacante Bruno Mendes, autor do gol de empate no domingo. Depois de servir à Seleção Brasileira em amistosos internacionais, o goleiro Jéfferson retomará o posto que estava com Renan. Pelo lado do Vasco, o atacante Alecsandro, com um estiramento grau 1 na coxa direita, não vai jogar. Com isso, o cruzmaltino não terá nenhum centroavante de ofício, pois o equatoriano Carlos Tenorio, se recuperando de um estiramento muscular na coxa direita, teve seu aproveitamento descartado pelo departamento médico do Vasco.

Sem Alecsandro, Marcelo Oliveira deixará Eder Luis isolado no ataque. O zagueiro Renato Silva, livre de um edema na coxa esquerda, retornará à condição de titular, deixando Rodolfo no banco de reservas. Aliás, Douglas também retorna ao banco, já que Dedé voltará a ficar à disposição depois de servir à Seleção Brasileira.

O meia Juninho Pernambucano, que não participou da derrota para o Santos por conta de dores na região pubiana, atuará normalmente diante do Botafogo. Já o lateral esquerdo Thiago Feltri parece realmente sem nenhum prestígio com a comissão técnica e permanece entre os reservas, com o volante Wendel sendo improvisado no setor.

As duas equipes também se enfrentaram no Engenhão no primeiro turno do Campeonato Brasileiro, partida que terminou com a vitória do Vasco por 1 a 0, com um gol de Alecsandro aos 41 minutos do segundo tempo.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO X VASCO

Local: Estádio Olímpico João Havelange, o Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 18 de outubro de 2012 (quinta-feira)
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)
Assistentes: Rodrigo Pereira Joia (Fifa-RJ) e Wagner Santos (RJ)

BOTAFOGO: Jéfferson, Lennon (Jadson), Antônio Carlos, Dória e Márcio Azevedo; Gabriel, Renato, Fellype Gabriel e Seedorf; Bruno Mendes e Rafael Marques
Técnico: Oswaldo de Oliveira

VASCO: Fernando Prass, Jonas, Renato Silva, Dedé e Wendel; Nilton, Fellipe Bastos, Felipe, Carlos Alberto e Juninho Pernambucano; Eder Luis
Técnico: Marcelo Oliveira

Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
Leia tudo sobre: vascobotafogobrasileirão 2012

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG