Barcos teve medo de não jogar: "Ao perder voo em São Paulo, achei que f..."

O atacante do Palmeiras, que participou dos minutos finais da vitória da seleção argentina sobre o Chile na terça-feira, pouco conseguiu dormir

Gazeta |

Já com toda a tensão para evitar o rebaixamento do Palmeiras no Brasileiro, Barcos teve uma quarta-feira ainda mais intensa. O esquema armado pela diretoria para levá-lo do Chile a Salvador teve um problema logo no início, com atraso no voo em Santiago. Até chegar à Bahia uma hora antes da vitória do Palmeiras por 1 a 0 , ele teve medo de não conseguir jogar.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

O atacante pouco conseguiu dormir. Barcos participou dos minutos finais da vitória da seleção argentina sobre o Chile na noite dessa terça-feira, pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo, e madrugou para estar em campo no Nordeste brasileiro menos de 24 horas após ter atuado em Santiago.

Gazeta Press
Barcos disputa bola com Dany Moraes em Salvador

"Fui dormir às 2 horas e levantei às 5h30. Às 6h, estava no aeroporto e fui para o avião às 8 horas, mas ele demorou e só voou às 9h15. Quando cheguei a São Paulo às 13h30 e perdi o voo programado, pensei: ‘f...’", relatou o camisa 9, usando um palavrão para descrever sua sensação.

Leia mais:  "Ainda estamos na UTI, mas estamos vivos", avisa técnico do Palmeiras

A apreensão seguiu até o início da noite desta quarta-feira. "Ligamos para todos para tentar outro voo e só consegui pegar o voo às 16 horas. Cheguei aqui às 18h30 já com o pessoal me esperando no aeroporto. Agradeço a Deus e à polícia, que nos ajudou bastante", falou o atleta.

Barcos só escapou do trânsito na capital baiana com a ajuda de policiais que escoltaram seu trajeto até o estádio de Pituaçu, a tempo de participar do aquecimento com seus colegas. Em campo, o artilheiro fez a jogada do gol da vitória por 1 a 0, marcado por Betinho, perdeu duas grandes chances e saiu aos 45 minutos do segundo tempo, exausto, dando lugar a Obina.

Veja também:  Assunção cita seu sacrifício pessoal para provar doação do time

Mas os três pontos, que reduziram para seis a distância da saída da zona de rebaixamento, fizeram toda a maratona valer a pena. "Eu estava com muita vontade de jogar. Ainda bem que chegamos bem e ganhamos essa partida importante", comemorou o argentino.

Agora, Barcos poderá descansar um pouco durante a noite no hotel da delegação, em Salvador. Mas acordará de madrugada para ir ao aeroporto e desembarcar com o elenco no início da manhã desta quinta-feira, em Guarulhos, e partir direto, de ônibus, para Araraquara, onde o time enfrentará o Cruzeiro no sábado. Desta vez, certamente com o camisa 9 em campo.

Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
Leia tudo sobre: barcospalmeiras

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG