Barcos diz que "não é filho da p... de não concentrar para pedir aumento"

Atacante argentino do Palmeiras mostrou irritação quando o assunto foi abordado e exaltou o esforço que faz pelo clube alviverde

Gazeta |

Na semana passada, então com a seleção argentina, Barcos se manifestou através de uma nota no site oficial do Palmeiras negando a informação da rádio Jovem Pan de que ele se concentrou menos do que o elenco para o jogo diante do São Paulo para reivindicar aumento salarial. Pessoalmente, o atacante esboçou sua irritação com um palavrão.

CONFIRA: Betinho nega ser predestinado e promete seguir aproveitando chances

Futura Press
Barcos, atacante do Palmeiras

"Se eu fosse um filho da p... de pedir aumento, não teria jogado na Bahia", argumentou o argentino, que iniciou às 5h30 dessa quarta-feira uma sequência de voos para ir de Santiago a Salvador e enfrentar o Bahia menos de 24 horas após ter participado da vitória da Argentina sobre o Chile, pelas Eliminatórias para a Copa de 2014.

Deixe seu recado e comente a notícia

"Soube que noticiaram isso quando eu estava na Argentina. É algo muito ruim, deixa mal falados eu e a diretoria. Quem diz isso não sabe que não sou assim. Olhem o esforço que faço pelo Palmeiras", prosseguiu o camisa 9.

E MAIS: "Ainda estamos na UTI, mas estamos vivos", avisa técnico do Palmeiras

O caso ocorreu antes da derrota para o São Paulo, em 6 de outubro. O elenco se concentrou dois dias antes do jogo no Morumbi, mas Barcos, que tinha acabado de chegar da Argentina após o Superclássico das Américas cancelado contra o Brasil, se juntou à delegação no hotel só na véspera do Choque-Rei.

Tanto o atacante quanto a comissão técnica e a diretoria garantem que houve aval para sua dispensa da concentração. "Quando voltei (da Argentina), o técnico me falou para ficar em casa e agradeci, porque estava cansado. No dia seguinte, treinei normalmente de manhã e fui para a concentração", relatou o centroavante.

Além de ser argumento para a importância que dá ao Verdão, o esforço de Barcos para ter participado da vitória por 1 a 0 sobre o Bahia - fez a jogada do gol de Betinho e ainda perdeu duas grandes chances - é exemplo na luta contra o rebaixamento.

"É importante estarmos juntos. Não só eu, mas toda a equipe com a mesma cabeça, acreditando que vamos sair", comentou o argentino. "Se todos fizerem o mesmo que fizemos contra o Bahia, não tenho dúvidas de que vamos sair", previu Barcos.

    Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
    Leia tudo sobre: barcospalmeirasbrasileirão 2012

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG