Sob forte pressão, Palmeiras visita Bahia para ainda crer em salvação

Clube paulista está nove pontos atrás do rival, último time fora da zona de rebaixamento

Gazeta |

As três derrotas consecutivas no Brasileiro aumentaram a pressão sobre o Palmeiras, antepenúltimo colocado após 30 rodadas disputadas. Diante da insatisfação da torcida e a nove pontos do Bahia, primeiro clube fora da zona da degola, o time vai até Salvador enfrentar os baianos nesta quarta-feira, às 19h30 (de Brasília), para ainda manter as esperanças de não disputar a Série B em 2013.

Novo revés, contra um rival direto, deixaria o time paulista com margem muito pequena para perda de pontos, já que a comissão técnica considera necessária mais seis vitórias nestes oito últimos jogos que o time tem no Brasileiro - até o momento, porém, são sete triunfos e 26 pontos conquistados. Antes mesmo do encontro com o Náutico, domingo, a torcida mostrou sua irritação e 25 membros da organizada tentaram invadir o hotel em que a delegação ficou no Recife.

Acha que o Palmeiras escapa do rebaixamento? Deixe sua opinião

Até por isso, o elenco permaneceu no Nordeste e decidiu seguir de Pernambuco direto para a Bahia, sem retornar à capital paulista, onde o clube deve treinar novamente apenas na próxima semana. O zagueiro Maurício Ramos, que volta a ser titular após cumprir suspensão automática na partida com o Náutico, considerou válida a opção escolhida pelos palmeirense.

"Nosso time precisa de concentração e ficando em Recife nós estamos mais perto um do outro, com mais conversa. Precisamos mentalizar o que fará de melhor para o outro, para conseguir mudar esta situação. É ter a confiança que eu tenho no grupo e fazer o jogo das nossas vidas. Quem jogar vai suar sangue para vencermos", cravou o jogador.

Sem os suspensos Thiago Heleno e Juninho, Leandro Amaro segue como titular na defesa e Leandro assume a vaga na lateral esquerda. Por conta da ineficiência do ataque alviverde, que não marca há três jogos, o técnico Gilson Kleina mexeu mais uma vez na armação: tirou Tiago Real e Mazinho, titulares nos Aflitos, e Patrick Vieira, de 20 anos, será o meia nesta partida.

Marcos Assunção, com dores no joelho direito, Maikon Leite e Correa, com lesões na coxa, são dúvidas, mas têm poucas chances de atuar. Barcos, convocado para a disputa das Eliminatórias para a Copa de 2014 com a Argentina, tem esquema preparado para se juntar à delegação em Salvador, após o jogo com o Chile, nesta terça-feira. Caso não apresente grande desgaste, o artilheiro do clube na competição com nove gols inicia a partida como titular.

Pelo Bahia, este será o reencontro de Jorginho com o Palmeiras. Após comandar a equipe de forma interina em 2009, o treinador foi sondado antes de Kleina para assumir novamente o Verdão, com a saída de Luiz Felipe Scolari. Ele, porém, não foi liberado pela diretoria tricolor e seguiu na equipe que, com 35 pontos conquistados, quer se afastar do perigo da degola.

Sem vencer há três partidas, o Bahia é o primeiro clube cima dos quatro que estariam rebaixados e dá grande importância para o confronto direto desta quarta. "O clima é de decisão. Sabemos das dificuldades que teremos e da importância que este jogo tem para nós e para o Palmeiras também. Estamos preparados para fazer um verdadeiro caldeirão em Pituaçu", afirmou o zagueiro Titi, que volta após cumprir suspensão.

Para esta partida, os baianos não poderão contar com o atacante Souza, artilheiro do clube com sete gols neste Brasileiro, e Helder, que se recuperam de contusões. Elias, com um edema na coxa direita, ainda é dúvida. Sem nenhum atleta suspenso, Jorginho terá os retornos, além de Titi, do também zagueiro Danny Morais, e do meia-atacante Gabriel, que não jogaram diante do Coritiba por acúmulo de cartões amarelos.

FICHA TÉCNICA - BAHIA x PALMEIRAS

Local: estádio de Pituaçu, em Salvador (BA)
Data: 17 de outubro de 2012, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Leandro Vuaden (Fifa-RS)
Assistentes: Altemir Hausmann (Fifa-RS) e Fabiano da Silva Ramires (CBF-ES)

BAHIA: Marcelo Lomba; Neto, Danny Morais, Titi e Jussandro; Fahel, Diones, Kleberson e Zé Roberto; Jones e Rafael
Técnico: Jorginho

PALMEIRAS: Bruno; Artur, Maurício Ramos, Leandro Amaro e Leandro; Henrique, João Denoni, Márcio Araújo e Patrick Vieira; Luan e Obina (Barcos)
Técnico: Gilson Kleina

Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
Leia tudo sobre: palmeirasbahiabrasileirão 2012

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG