O atacante do São Paulo será julgado pelo STJD por simular um pênalti no clássico contra o Palmeiras

Luis Fabiano imita o jamaicano Usain Bolt ao comemorar seu gol diante do Figueirense
RAFAEL NEDDERMEYER/Marca Brasil
Luis Fabiano imita o jamaicano Usain Bolt ao comemorar seu gol diante do Figueirense

Apesar de ter marcado dois gols contra o Palmeiras, Luis Fabiano pode não ter boas recordações da vitória do São Paulo por 3 a 0 no clássico válido pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro. O artilheiro será julgado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por simular um pênalti durante a partida e, dependendo da pena, pode não jogar mais este Campeonato Brasileiro.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Com base em prova de vídeo, a Procuradoria do STJD viu que a bola chutada pelo palmeirense Maurício Ramos atingiu a barriga de Luis Fabiano, e não o seu rosto, como o atacante são-paulino "simulou de forma escancarada". O lance ocorreu aos 33 minutos do primeiro tempo, quando o placar ainda estava inalterado, e gerou bastante reclamação pelo lado do time do Morumbi. O árbitro Paulo César de Oliveira, no entanto, mandou o jogo seguir.

Apesar da interpretação do árbitro,  Luis Fabiano será julgado por infração ao artigo 258 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), acusado de "assumir conduta contrária à ética desportiva". A pena é de suspensão de uma a seis partidas, portanto, um gancho mínimo já fará o atacante ser desfalque para Ney Franco.

Leia mais:  Equilíbrio entre ataque e defesa é a arma de Ney Franco no São Paulo

O julgamento está marcado para segunda-feira, quando faltarão seis rodadas para o término do campeonato. Então, se Luis Fabiano receber a pena máxima, não voltará a defender o São Paulo neste Brasileirão, no qual o time briga por uma vaga para a próxima Copa Libertadores da América.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.