Desde o apito final do confronto diante do Criciúma, a saída do treinador era dada como certa pela imprensa potiguar

De volta de Criciúma, onde foi derrotado pelo líder do Campeonato Brasileiro da Série B por 2 a 0, o técnico Ademir Fonseca não resistiu ao jejum de quatro partidas sem vencer e foi dispensado do ABC-RN nesta quarta-feira, com o time na 15ª posição, apenas cinco pontos à frente do Bragantino, que inaugura a zona de rebaixamento.

Ademir Fonseca
Gazeta Press
Ademir Fonseca

Indicado por Leandro Campos, que também deixou o Joinville nesta quarta, Ademir Fonseca assumiu o Clube do Povo em partida válida pela nona rodada da Série B, quando foi derrotado pelo Vitória no Frasqueirão. Desde então, obteve seis vitórias, cinco empates e dez derrotas, em aproveitamento inferior a 40% dos pontos.

Desde o apito final do confronto diante do Criciúma, a saída do treinador era dada como certa pela imprensa potiguar, mas só foi confirmada pelo presidente Rubens Guilherme Dantas no final da tarde desta quarta-feira, após o desembarque da delegação em Natal e posterior reunião com o agora ex-comandante.

Ademir Fonseca deixa o ABC na mesma colocação em que assumiu: o 15º lugar. Com 33 pontos, as ameaças da equipe na reta final da Série B passam a ser o CRB, com um a menos e o Bragantino, que abre a zona de rebaixamento com 28 pontos conquistados.

A expectativa da diretoria é anunciar o substituto nas próximas horas, sendo que o nome de Leandro Campos, campeão brasileiro da Série C no comando da equipe, não é citado em função de uma dívida contraída na última passagem. Assim, o nome mais provável é o de Givanildo Oliveira, que passou por América-MG e Paysandu na temporada.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.