Ainda sonhando com liderança, Atlético-MG desafia o embalo do Santos na Vila

Mineiros estão nove pontos atrás do líder Fluminense. Paulistas venceram suas duas últimas partidas no Brasileirão

Gazeta |

Santos e Atlético-MG se enfrentam nesta quarta-feira, a partir das 22h (de Brasília), na Vila Belmiro, com objetivos diferentes no Campeonato Brasileiro. Os mineiros tentam se manter na cola do líder Fluminense, na briga pelo título nacional. Já os paulistas querem ampliar a série de duas vitórias consecutivas, embalando de vez no Brasileirão.

Os santistas sabem que mais um resultado positivo ainda mantém, mesmo que com chances remotas, a possibilidade de a equipe alcançar o G4 e se classificar para a próxima edição da Copa Libertadores da América. O Santos no está 11 pontos atrás do São Paulo, o último time que integra a faixa de qualificados para o torneio internacional.

Acredita que o Atlético-MG ainda pode chegar ao título? Opine

"Lógico que está muito difícil (chegar ao G4), mas não perdemos as esperanças. De três em três pontos, vamos encostando lá em cima. Queremos vencer. Lógico que nem sempre é possível, mas é o que vamos tentar. A equipe vem em uma crescente, vencendo e convencendo, deixando claro que há um elenco forte aqui. Faltava só o time encaixar, e agora encaixou. O sonho continua. Enquanto houver chance, vamos atrás disso", analisou o volante Arouca.

O veterano lateral esquerdo Léo também falou sobre o sonho do Santos de manter o bom nível de atuações nesta reta final do Brasileirão para, talvez, ainda conquistar uma vaga na próxima Libertadores.

"É muito prematuro falar qualquer coisa sobre isso (Libertadores), porque estamos longe, mas, devagarzinho, a gente vai chegando. Se derem bobeira lá na frente, por que não? Temos mais um jogo em casa contra uma equipe que está na nossa frente. Se vencermos, subimos mais ainda. Vamos degrau a degrau", destacou Léo.

Para o duelo com o Atlético-MG, o técnico Muricy Ramalho deve manter basicamente a mesma formação que derrotou o Vasco, no último domingo. A única novidade, porém, pode ficar justamente por conta do maior astro do time: o atacante Neymar.

A Joia, que marcou dois gols na vitória da Seleção Brasileira sobre o Japão, em amistoso realizado nesta terça, na Polônia, irá retornar ao país nesta quarta e deve conversar com Muricy sobre a sua participação ou não contra o segundo colocado do Brasileiro. Caso reúna condições físicas de suportar os 90 minutos, mesmo com o desgaste da longa viagem, Neymar poderá ser escalado pelo treinador diante do Galo.

Se o craque for preservado, a dupla Miralles e Bill será mantida no ataque. Isto porque o centroavante André não poderá jogar nesta quarta-feira porque tem seus direitos federativos presos ao Atlético-MG.

Já o meia-atacante Bernardo, que não pôde atuar por questões contratuais diante do Gigante da Colina, que é dono de seus direitos federativos, deverá ficar como opção no banco de reservas. Desta forma, o meio-campo deverá ser formado pelos volantes Adriano, Arouca e Henrique, além do meia Felipe Anderson.

No Atlético, a vitória contra o Sport na rodada passada deu confiança para a equipe, que, mesmo ciente das dificuldades, garante que vai lutar até o fim pelo título da competição. Este é o caso do lateral Júnior César, que quer o time mantendo a mesma postura do segundo tempo da partida contra os pernambucanos. O jogador mantém o otimismo que o Atlético-MG pode ser campeão.

"Temos esperança que ainda dá. Ainda faltam oito rodadas para acabar a competição. Vamos brigar até o final. O jogo contra o Sport foi importante para encher nosso time de confiança. E se Deus quiser, vamos repetir tudo o que fizemos no segundo tempo nesta partida contra o Santos", afirmou.

Para seguir na perseguição ao Fluminense, o time mineiro precisa voltar a vencer fora de casa. No returno do Brasileiro, o Atlético-MG atuou em cinco oportunidades fora dos seus domínios e não venceu nenhuma partida. Foram três derrotas e dois empates, números que os atleticanos pretendem mudar já no duelo contra o Peixe.

O avante Leonardo projeta sete vitórias nos oito jogos restantes para o clube ficar com o título. "A gente está secando o Fluminense, mas temos que fazer nossa parte. Tem que ser sete vitórias e o Fluminense ter alguns tropeços", disse o centroavante, que será opção no banco de reservas do técnico Cuca, que não terá para a partida o zagueiro Réver, lesionado e suspenso pelo STJD. 


FICHA TÉCNICA -  SANTOS X ATLÉTICO-MG

Local: Estádio Vila Belmiro, em Santos (SP) 
Data: 17 de outubro de 2012, quarta-feira 
Horário: 22 horas (de Brasília) 
Árbitro: Heber Roberto Lopes (Fifa-PR) 
Assistentes: Roberto Braatz (Fifa-PR) e Alessandro Rocha de Matos (Fifa-BA) 

SANTOS: Rafael; Bruno Peres, Bruno Rodrigo, Durval e Léo; Adriano, Arouca, Henrique e Felipe Anderson; Neymar e Bill
Técnico: Muricy Ramalho

ATLÉTICO-MG: Giovanni (Victor); Marcos Rocha, Leonardo Silva (Richarlyson), Rafael Marques e Júnior César; Pierre, Leandro Donizete, Guilherme (Neto Berola) e Ronaldinho; Bernard e Jô Técnico: Cuca

Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
Leia tudo sobre: SantosAtlético-MGbrasileirão 2012

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG