Paulinho vive dia de Corinthians na seleção e é elogiado por Mano Menezes

Volante marcou o primeiro gol contra o Japão e deu o passe para o gol de Kaká na goleada

iG São Paulo |

Mowa Press
Paulinho domina a bola e arma ataque brasileiro

Paulinho teve pela seleção brasileira uma atuação que a torcida do Corinthians se acostumou a ver em 2012. Titular contra o Japão em Wroclaw, na Polônia, o volante abriu o placar da goleada por 4 a 0 com um chute de fora da área. O volante já marcou 11 vezes pelo time paulista neste ano.

Brasil reencontra bom jogo e faz 4 a 0 no Japão com ótima atuação de Kaká

"A retirada de um atacante de referência deu espaço para a segunda linha do meio e isso dá chance de Paulinho e Ramires aparecerem mais. Foi isso que aconteceu na prática", disse Mano Menezes.

Leia também: Kaká celebra mais um bom jogo e espera mais sequência na seleção e no Real

Para se destacar no ataque, Paulinho precisou se entender com Ramires, outro volante com características ofensivas. "O professor Mano pediu para a gente intercalar a subida ao ataque. Graças a Deus, fui feliz e consegui fazer o gol", sorriu o jogador do Corinthians.

Concorrente de Paulinho pelo título do Mundial de Clubes desta temporada, Ramires também conseguiu aparecer bem no ataque diante do Japão. Ele chegou a colocar a bola na rede no segundo tempo, completando um cruzamento de Neymar, porém o gol foi anulado porque o assistente julgou que a bola fez a curva por fora do campo.

Deixe sua opinião e comente esta notícia com outros torcedores

A dúvida é se Mano Menezes manterá o meio-campo ofensivo contra adversários considerados mais fortes, quando poderá optar por um volante mais propenso à marcação. "Pode existir uma instabilidade maior na última linha, mas acredito muito em uma equipe equilibrada. Não é possível jogar com dois volantes como Paulinho e Ramires se os meias não marcarem", analisou o técnico.

Segundo Mano, sua formação contra o Japão facilitou a intenção de escalar o meio-campo ofensivo. O zagueiro Leandro Castán reforçou o sistema defensivo como lateral esquerdo no lugar do contundido Marcelo. "Estava mais propício para ter dois volantes de saída de jogo, pois nosso lateral era um zagueiro", constatou.

* com Gazeta

Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
Leia tudo sobre: seleção brasileirapaulinhocorinthiansmano menezes

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG