Em visita ao Brasil, Valcke põe em dúvida Copa das Confederações em seis sedes

Secretário-geral da Fifa disse que o atraso nas obras dos estádios brasileiros pode impedir que o país tenha seis sedes na Copa das Confederações

Reuters | - Atualizada às

Reuters

Reuters
Secretário-geral da Fifa pôs em dúvida a Copa das Confederações de 2013 em seis sedes

O secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, colocou em dúvida, nesta terça-feira, a realização da Copa das Confederações de 2013 em seis cidades, conforme o planejado inicialmente, por causa do atraso nas obras.

Os estádios brasileiros ficarão prontos para a Copa das Confederações? Opine!

O estádio do Recife é o que mais preocupa entre as seis sedes previstas para a competição do ano que vem. De acordo com a Odebrecht Infraestrutura, responsável pela obra, 64 por cento da construção está concluída, a oito meses da Copa das Confederações.

Leia mais:  Mineirão será reinaugurado em dezembro. Veja fotos noturnas do estádio

"Neste momento, não estamos no nível de ter seis estádios prontos para a Copa das Confederações", disse Valcke em entrevista coletiva, ao lado do ministro do Esporte, Aldo Rebelo, após vistoriar as obras do estádio Mineirão, que está dentro do cronograma.

Ao lado de Fortaleza, Belo Horizonte é a sede com as obras nos estádios mais avançadas, com mais de 80 por cento de conclusão.

Veja fotos dos estádios brasileiros para a Copa de 2014:

Confira ainda:  Brasil reencontra bom jogo e faz 4 a 0 no Japão com ótima atuação de Kaká

Já a Arena Pernambuco, que está sendo construída na Grande Recife, foi incluída pela Fifa como sede do torneio no ano que vem, que serve como preparatório para a Copa do Mundo de 2014, ao lado de Brasília, Belo Horizonte, Fortaleza, Salvador e Rio de Janeiro.

No entanto, a Fifa estabeleceu o mês de novembro como limite para a decisão final sobre o número de sedes, dependendo do andamento dos preparativos nas cidades. 

Leia tudo sobre a Copa de 2014 no iG!

O ministro do Esporte afirmou que se algum estádio não cumprir o cronograma previsto será cortado da Copa das Confederações, que vai ocorrer entre os dias 15 e 30 de junho, mas contrapôs a declaração de Valcke afirmando que até o momento "nenhum" estádio está pronto para a competição.

"Eu sou ainda mais rígido que o secretário-geral da Fifa. Nós não temos nenhum estádio pronto para a Copa das Confederações. Nós temos prazos. Aqueles que conseguirem cumprir os prazos, serão sede. Aqueles que não conseguirem cumprir, não serão sede da Copa das Confederações", disse o ministro.

Mesmo com as cobranças, o secretário-geral demonstrou alívio por ver as obras do Mineirão adiantadas. "É bom ver um estádio tão perto da conclusão. Estou impressionado... já estamos falando sobre a colocação do gramado", disse Valcke, sorridente. A entrega da obra do Mineirão está prevista para o dia 21 de dezembro.

No fim da tarde, a comitiva viaja a Porto Alegre, onde realiza inspeção no estádio Beira Rio, na quarta-feira.

Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
Leia tudo sobre: copa 2014jerome valcke

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG