Cavalieri sobre seleção: "Se vier, muito bem, se não, não muda nada"

Apesar de admitir que esse é um dos objetivos de sua carreira, o goleiro do Fluminense afirmou que seu trabalho não irá mudar em nada caso continue sem ser convocado

Gazeta |

Photocamera
Diego Cavalieri em treino do Fluminense

Mesmo sendo um dos melhores goleiros do Campeonato Brasileiro e fundamental para que o Fluminense siga na liderança da competição, Diego Cavalieri nunca foi convocado pela seleção brasileira. Apesar de admitir que esse é um dos objetivos de sua carreira, o goleiro de 30 anos afirmou que seu trabalho não irá mudar em nada caso continue sem ser convocado.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Estou feliz pelo meu momento e pelo de toda equipe, mas o Brasil tem excelentes goleiros como o Jéfferson, que já vem sendo convocado há algum tempo. É claro que é um objetivo que tenho na carreira, mas, se vier, muito bem, se não, não muda nada para mim. Não muda na minha maneira de trabalhar e vou continuar focado no Fluminense", declarou.

Ainda tratando da seleção brasileira, o arqueiro comentou sobre a dificuldade encontrada pelo técnico Mano Menezes para encontrar um titular para a posição. Desde agosto, Cássio, Rafael, Jefferson, Victor e Diego Alves foram convocados para a posição.

Leia mais:  CBF afasta árbitros que apitaram jogos de Flu e Atlético-MG

"Acho que o principal é dar uma sequência para o goleiro. É muito importante deixá-lo jogar. Não sei o que o Mano procura ou deseja, mas seria fundamental escolher um goleiro e dar uma sequência para ele", analisou.

Cavalieri também falou sobre seu retorno ao futebol brasileiro. O atleta explicou que, por ser reserva no Liverpool e ter uma carga menor de trabalho, demorou para se readaptar ao campeonato nacional após ser contratado pelo Fluminense.

Veja também:  Abel ignora polêmica com arbitragem e exalta atuação do Flu contra Ponte

"No começo tive dificuldades com a carga de trabalho, que é maior aqui do que na Inglaterra, e com o ritmo de jogo. Eu não era titular, então não comecei bem e acabei ficando de fora por um tempo, mas continuei trabalhando e esperando uma nova oportunidade", afirmou.

Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG