Brasil reencontra bom jogo e faz 4 a 0 no Japão com ótima atuação de Kaká

Paulinho, Neymar (dois) e Kaká marcaram os gols contra rival que vinha de bons resultados

Bruno Winckler , iG São Paulo | - Atualizada às

Mano Menezes tinha dúvidas se a formação de meio-campo da seleção brasileira com Paulinho, Ramires, Kaká e Oscar poderia render bons frutos contra uma seleção bem entrosada e em evolução como o Japão. E para sua sorte a resposta dada após a vitória desta terça-feira foi a melhor possível. Os 4 a 0 em Wroclaw, na Polônia, dá nova esperança ao torcedor de ver o selecionado nacional evoluir até a disputa da Copa do Mundo em 2014.

Leia também:  Kaká celebra mais um bom jogo e espera mais sequência na seleção e no Real

Paulinho marcou o primeiro gol e repetiu o que tem feito bem no Corinthians em 2012. O volante ainda perdeu gol incrível sem goleiro. O árbitro polonês Marcin Borski deu uma mãozinha ao marcar pênalti em Kaká (anotado por Neymar), mas o bom jogo do Brasil não pode ser medido por esse lance. Kaká, muito à vontade no seu retorno, ainda acertou a trave no primeiro tempo. No segundo, deixou o seu. 

Mowa Press
Kaká recebe o abraço de Neymar após o gol marcado

E mais:  Mano aprova time sem camisa 9 e acredita que seleção está no caminho certo

Nas análises de Mano para seu time ideal, Diego Alves deve ter ganhado mais pontos para se tornar de fato o goleiro titular da seleção. O Japão ofereceu perigo ao Brasil em alguns lances, mas o arqueiro do Valencia mostrou-se muito seguro quando exigido.

A seleção principal do Brasil encerra sua participação em 2012 no dia 14 de novembro em Nova Jersey contra a Colômbia, do artilheiro Falcao Garcia. Um time com jogadores que atuam no Brasil ainda enfrenta a Argentina no dia 21 em Buenos Aires. O Japão, bem colocado em seu grupo nas eliminatórias asiáticas, enfrenta Omã na mesma data.

O jogo
O Japão, com 13 dos 23 convocados atuando na Europa, ofereceu mais riscos à seleção brasileira do que os rivais dos últimos amistosos (China e Iraque). A vitória japonesa contra a França, em Paris, credenciava ainda mais o adversário brasileiro desta terça-feira.

A seleção asiática teve mais posse de bola nos primeiros movimentos do jogo, mas a formação brasileira no meio campo, mais leve com volantes com boa apresentação no ataque, rendeu os primeiros ataques de perigo do jogo. Talvez contra rivais mais fortes Mano precise de um jogador mais marcador na posição. Sandro tem sido o preferido do técnico nesta função.

Em Wroclaw, antes dos 10 minutos, Kaká e Neymar e depois Hulk e Oscar já haviam feito boas jogadas. E aos 12, depois de passe de Oscar, Paulinho acertou um ótimo chute de fora da área para abrir o placar.

Foi o segundo gol do volante corintiano pela seleção em seis jogos. Aos 16 ele apareceu mais uma vez no ataque, driblou o goleiro, mas acabou tocando para fora. O Japão assustou com Kagawa, seu camisa 10 e titular do Manchester United. Mas Diego Alves se postou bem na meta brasileira.

Aos 25, Kaká se enroscou com seu marcador na área, a bola encostou o braço do japonês e o árbitro anotou o pênalti controverso. E Neymar marcou mais um gol pela seleção. Aos 33, em nova boa jogada brasileira, Kaká acertou a trave em chute da entrada da área.

Na volta do intervalo, Mano manteve a mesma equipe. Poderia fazer até seis alterações, mas preferiu deixar o time que fazia um bom jogo mais tempo juntos. A primeira mudança aconteceu só aos 31 minutos, com a saída de Hulk e entrada de Giuliano. Até ali, Neymar, aos 2 e Kaká, em ótima jogada individual aos 29, haviam ampliado o placar. Ramires também havia marcado em cruzamento de Neymar, mas o juiz anotou que a bola deu a volta trás do gol antes de chegar ao volante.

Lucas, Leandro Damião, Thiago Neves e Sandro ainda entraram no time nos minutos finais nas vagas de Kaká, Neymar, Oscar e Ramires. Mano tentou assim atuar com um centroavante fixo. Lucas, o melhor entre os substitutos, por pouco não marcou mais um para o Brasil, que parece evoluir, enfim.

FICHA TÉCNICA: BRASIL 4 x 0 JAPÃO
Local: Estádio Miejski, em Wroclaw (POL)
Data: 16 de outubro de 2012
Horário: 9h10 (de Brasília)
Árbitro: Marcin Borski (POL)
Auxiliares: Rafał Rostkowski (POL) e Tomasz Listkiewicz (POL)

Cartões Amarelos: David Luiz e Ramires (BRA)

Gols: Paulinho aos 12 e Neymar aos 25 minutos do 1º tempo. Neymar aos 2 e Kaká aos 29 minutos do 2º tempo

Japão: Kawashima, Uchida (Sakai), Yoshida, Konno e Nagatomo; Endo, Hasebe (Hosogai), Nakamura (Inui) e Kiyotake; Honda e Kagawa. Técnico: Alberto Zaccheroni.

Brasil: Diego Alves, Adriano, Thiago Silva, David Luiz e Leandro Castán; Paulinho, Ramires (Sandro), Oscar (Thiago Neves) e Kaká (Lucas); Hulk (Giuliano) e Neymar (Leandro Damião). Técnico: Mano Menezes.

Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
Leia tudo sobre: seleção brasileirakakáneymarmano menezesjapãoamistosocopa 2014

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG