Clube espanhol estuda cobrar até R$ 3,4 milhões à máxima entidade do futebol como indenização por não poder contar com o lateral até 2013

Marcelo posa com o pé engessado, pouco antes de deixar o grupo da seleção
Reprodução
Marcelo posa com o pé engessado, pouco antes de deixar o grupo da seleção

O Real Madrid não está nada satisfeito com a lesão do lateral-esquerdo Marcelo , sofrida enquanto o jogador servia à seleção brasileira na Polônia. A fratura no pé direito vai deixar o atleta - titular de José Mourinho - fora dos gramados por cerca de três meses. Marcelo, portanto, só volta a jogar em 2013.

Comente esta notícia e deixe seu recado para outros torcedores

Segundo o jornal espanhol "Marca", o Real estuda agora se valer do Programa de Proteção de Clubes, criado pela Fifa no último mês de maio. Tal programa prevê que a entidade recompense os clubes caso um jogador, por conta de compromissos com as seleções nacionais, fique impedido de atuar por mais de 28 dias.

Leia ainda: Sem Marcelo, Mano tem Castán e Thiago Neves como opções

Ainda segundo a publicação, a indenização é paga a partir do 29º dia de inatividade do atleta no clube. E tem o valor máximo de R$ 20,5 mil por dia - o que daria o valor de R$ 3,4 milhões ao final dos 90 dias nos quais Marcelo deve estar se recuperando da fratura.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.