Muricy vê Santos taticamente forte e sem depender tanto de Neymar

Vitória neste domingo sobre o Vasco por 2 a 0 foi a segunda consecutiva da equipe sem contar com o atacante em campo

iG São Paulo * |

A vitória sobre o Vasco neste domingo , a segunda consecutiva sem Neymar em campo, enchem o técnico Muricy Ramalho de confiança. O treinador do Santos vê sua equipe cada vez mais preparada para superar o desentrosamento e conquistar os pontos necessários para terminar o Campeonato Brasileiro de forma digna.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Com 41 pontos somados nas primeiras 30 rodadas, o Santos não pensa mais em se classificar para a Libertadores e também não se anima com a reação tardia conquistada nas últimas partidas. Apesar disso, a evolução e a obediência tática demonstrada agradam a Muricy, que entrou em campo neste domingo sem contar até com André, suspenso por acúmulo de cartões amarelos e substituído por Bill.

Veja a classificação atualizada do Campeonato Brasileiro

"Não podemos ser dependentes, porque ano que vem vamos perder o Neymar de novo. Estamos nos preocupando com isso e nos reforçando bastante. Perdemos muitos jogadores após a Libertadores por valorização natural, e agora chegou a hora de esse time dar uma mudada depois de um tempo junto. Você procura as saídas para jogar sem o seu principal jogador e temos feito isso com eficiência", aponta Muricy, explicando que a reação tardia não fará o time ambicionar algo a mais em 2012.

Veja fotos da 30ª rodada do Campeonato Brasileiro

Sem os jogadores "diferentes", como gosta de dizer, o técnico cita a obediência tática como trunfo na reta final do Brasileirão. "O time que não tem os diferentes tem que ter obediência tática que seja mais cumprida, e utilizamos isso em jogadas como os contra-ataques do Miralles. Temos um time um pouco desentrosado, então precisa trabalhar mais em relação a posicionamento e parte tática".

A respeito da vitória conquistada sobre o Vasco, Muricy detectou falhas de marcação do adversário pelo lado esquerdo, setor em que o meia Wendel foi improvisado como lateral. Com jogadores de velocidade, o treinador prevê que, na próxima quarta-feira, o Atlético-MG entrará da mesma forma ofensiva que o Vasco entrou neste domingo: "Eles vêm para cima e às vezes vão abrir espaço. Contra o Vasco aproveitamos".

*Com Gazeta

Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
Leia tudo sobre: SantosMuricy RamalhoBrasileirão 2012

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG