Com 35 pontos, o time nordestino tem oito mais que o Sport, primeiro clube dentro da zona da degola

Derrotado pelo Coritiba neste domingo, o Bahia é a primeira equipe fora da zona de rebaixamento, restando oito partidas para o final do Campeonato Brasileiro. Pronto para enfrentar o Palmeiras, nesta quarta-feira, o técnico Jorginho nem pensa no histórico que tem com o Verdão e já pensa no apoio de seus torcedores no Pituaçu para afastar-se dos últimos quatro colocados da competição.

E MAIS:  Bruno aceita quebrar dente e até gol de mão para Palmeiras vencer Bahia

Jorginho, técnico do Bahia
Futura Press
Jorginho, técnico do Bahia

"Vai ser um jogo à flor da pele. O Palmeiras é um franco atirador, porque perder não vai adiantar. Quando tiver oportunidade, temos que matar. Vamos jogar respeitando o Palmeiras, que é um bom time. O torcedor do Bahia tem que ser o que ele é. Ajudar o Bahia a conquistar os pontos lá dentro, que será importantíssimo", decretou o comandante.

Deixe seu recado e comente esta notícia com outros internautas

Depois de treinar o alviverde interinamente em 2009, quando deixou boa impressão no clube, Jorginho recebeu uma proposta para novamente treinar o clube paulista, depois da saída de Luiz Felipe Scolari. A diretoria tricolor, porém, preferiu mantê-lo, e o treinador afirmou que cumpriria seu acordo de tentar livrar o clube da degola.

Com 35 pontos, o time nordestino tem oito mais que o Sport, primeiro clube dentro da zona da degola. Derrotado pelo Coxa, rival direto contra as últimas colocações da tabela, o treinador considerou que sua equipe não fez uma grande partida, tanto que seu goleiro foi o principal destaque no Alto do Glória.

"A capacidade do Coritiba foi maior que a nossa e por isso conseguiu o resultado. O Marcelo Lomba foi o nosso melhor jogador", decretou. Por conta de problemas com a companhia aérea, a delegação baiana deve sair de Curitiba às 15 horas (de Brasília) para retornar à capital baiana.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.