Sport reclama de pênalti não marcado em arbitragem "desastrosa" em BH

Mão na bola de atleticano nos minutos finais da partida no Independência gerou polêmica

Gazeta |

O gol que selou a vitória do Atlético-MG de virada por 2 a 1 sobre o Sport, neste domingo, só saiu aos 45 minutos do segundo tempo. Mesmo assim, ainda deu tempo de a equipe pernambucana reclamar de um pênalti após lance em que o lateral atleticano Carlos César colocou a mão na bola dentro da própria área no último lance do jogo.

Gazeta Press
Lance da partida entre Atlético-MG e Sport

"Foi nítido. Ele colocou a mão na bola. Não foi nem bola na mão", disse o goleiro Magrão, o único jogador do Sport a falar com a imprensa na saída do gramado.

Logo após o final do confronto, titulares do Sport foram para cima do árbitro Flávio Guerra reclamar da não marcação do pênalti, situação que só se acalmou com a intervenção da polícia.

O site oficial da equipe pernambucana também adotou um discurso bastante crítico em relação à atuação de Flávio Guerra, chamada de "desastrosa." De acordo com a nota, o árbitro "não marcou dois pênaltis claros para o rubro-negro pernambucano e ainda se complicou na parte disciplinar com a distribuição de cartões amarelos", citando a expulsão de Hugo e os cinco jogadores rubro-negros ‘amarelados’ (Renê, Tobi, Magrão, Renato e Willians). Do lado mineiro da partida, o único atleta a levar um cartão foi Junior César, que recebeu amarelo. O comunicado, no entanto, não cita qual o "segundo pênalti claro" a que se refere.

O Sport é o 17° colocado do Campeonato Brasileiro, na zona de rebaixamento, com 27 pontos, enquanto o Atlético-MG é o vice-líder, com 59. Na próxima rodada, o Sport recebe a Ponte Preta na Ilha do Retiro.

Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
Leia tudo sobre: sportbrasileirão 2012

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG