Discussão envolvendo aproximadamente 50 pessoas, incluindo sócios, conselheiros e segurança, virou briga na tarde deste sábado

Se no feriado de 12 de outubro conselheiros do Palmeiras deram cadeiradas uns nos outros em meio a crianças no Palestra Itália, a sede social teve novo tumulto neste sábado, um dia depois. Conselheiros trocaram socos em confusão que teve até uma arma perdida e sócios estenderam uma faixa com os dizeres "acabou a paz".

Veja fotos que ilustram a derrocada do Palmeiras no Campeonato Brasileiro:

O pano com a inscrição foi mostrado na quadra de futsal durante duelo do clube com o São Paulo pelo Campeonato Paulista sub-15. Os cerca de dez sócios se manifestavam pacificamente até que um deles deu um tapa na cabeça de um dos garotos que estavam no banco de reservas, paralisando o jogo por alguns minutos até que o protestante e a faixa foram retirados.

Leia mais: Torcedor exaltado xinga jogadores e dirigente antes de embarque

Na sede social, uma discussão envolvendo aproximadamente 50 pessoas, incluindo sócios, conselheiros e segurança, virou briga na tarde deste sábado, com troca de socos. A Polícia Militar foi chamada para conter o tumulto por volta das 15 horas, tranquilizando o ambiente. Mas uma arma foi encontrada no local.

O grande motivo para as brigas é o fato de o grupo dos ex-presidentes Mustafá Contursi, mandatário no rebaixamento do clube no Brasileiro de 2012, e Affonso Della Monica terem apoiado a candidatura de Arnaldo Tirone, que hoje está à frente da agremiação com a equipe bem próxima da zona de rebaixamento.

O elenco, porém, ficará distante desse ambiente. A equipe enfrenta o Náutico neste domingo nos Aflitos, permanece em Recife para treinar na Ilha do Retiro, estádio do Sport, na segunda e na terça-feira e, na quarta-feira, realiza confronto diante do Bahia, em Salvador.

Antepenúltimo colocado, o Verdão viu o rebaixamento ficar mais próximo com a derrota de quinta-feira para o Coritiba, em Araraquara. Em antepenúltimo lugar, o time precisa, nas contas da comissão técnica, vencer ao menos seis das nove partidas que restam para permanecer na primeira divisão.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.