Com arbitragem polêmica, Fluminense vira e mantém vantagem na liderança

Time carioca faz dois gols nos minutos finais em lances controversos e vence a Ponte Preta em São Januário por 2 a 1

iG São Paulo * | - Atualizada às

O Fluminense sofreu um gol no primeiro minuto de partida neste domingo, em São Januário. Em seguida, partiu pra cima da  Ponte Preta  e pressionou o adversário o tempo todo. A insistência deu resultado nos dez minutos finais, quando o time marcou os dois gols que garantiram a vitória de virada por 2 a 1. 

Photocamera
Fred comemora seu gol na vitória do Fluminense sobre a Ponte Preta

O título brasileiro de 2012 escapará das mãos do Fluminense? Deixe seu comentário

Os gols, no entanto, nasceram em lances controversos. O primeiro aconteceu após o árbitro Nielson Nogueira Dias marcar pênalti de Luan, interpretando que o jogador da Ponte Preta cortou a bola com o braço. O segundo teve como origem uma falta que a equipe de Campinas reclamou não ter sido assinalada em seu favor.

O resultado fez o Fluminense chegar aos 65 pontos, mantendo a vantagem sobre o Atlético MG que ocupa a segunda colocação com 59 pontos. A Ponte Preta segue com 40 pontos e ocupa a 12ª posição.

Confira a classificação atualizada do Campeonato Brasileiro

Na próxima rodada, o Fluminense receberá a visita do Grêmio no Engenhão. Já a Ponte Preta viaja ao Recife para enfrentar o Sport na Ilha do Retiro.

Veja fotos da 30ª rodada do Campeonato Brasileiro:

O  jogo

A Ponte Preta nem deixou o Fluminense se arrumar em campo. Logo no primeiro minuto, a equipe paulista marcou o primeiro gol. Luan recebeu na entrada da área, ajeitou para a perna direita e bateu, por cobertura, sem chances de defesa para Diego Cavalieri.

Com o meia Wagner no lugar de Deco, que cumpre suspensão, o time carioca tentou mostrar que não foi abalado pelo golpe sofrido e passou a pressionar em busca do gol de empate.

Aos seis minutos, o Fluminense criou sua primeira jogada de perigo. O lateral Carlinhos foi lançado pela esquerda e cruzou para a entrada de Fred, mas o goleiro Edson Bastos se antecipou e fez a defesa, aliviando o perigo.

No minuto seguinte, a Ponte Preta quase ampliou o marcador. Luan recebeu na esquerda e cruzou para Roger que entrava livre na área, mas o atacante, que bateu de primeira, jogou a bola para fora, desperdiçando uma grande oportunidade.

O time dirigido por Abel Braga seguiu tentando se organizar e Wagner se aproximava da área, para dar opções a Fred. Aos nove minutos, o meia tricolor arriscou de longe e a bola encobriu a meta defendida por Edson Bastos. Dois minutos depois foi a vez de Fred despediçar uma boa chance. Ele recebeu um bom passe nas costas da zaga, mas concluiu sem perigo para o goleiro da Ponte.

O Fluminense encontrava dificuldade para se armar de forma ofensiva e os torcedores começaram a revelar impaciência com os seguidos erros de passe.

Aos 20 minutos, Edson Bastos voltou a aparecer bem, em cobrança de falta efetuada por Wagner. Por volta dos 25 minutos, os mandantes ficavam mais tempo com a bola, mas encontravam dificuldades para entrar na defesa da Ponte Preta.

Aos 27 minutos, o Fluminense criou sua melhor chance para marcar. Wellington Nem arrancou pela esquerda e lançou para Wagner. O meia chutou cruzado, o goleiro Edson Bastos saltou, mas não conseguiu tocar na bola, que passou raspando a trave esquerda.

O lance fez a equipe da casa encurralar o adversário, em busca da igualdade. A equipe paulista parecia não ter ambições ofensivas e se preocupava apenas em tentar segurar a vantagem. Aos 36 minutos, Fred foi derrubado por Ferron na entrada da área, mas a cobrança de Wagner explodiu na barreira. Após a cobrança do escanteio, a bola sobrou para Fred que girou rápido, mas concluiu para fora. Aos 42, foi a vez de Digão exigir ótima defesa de Edson Bastos.

No segundo tempo, o atacante Marcos Júnior entrou no lugar de Rafael Sobis, muito apagado no primeiro tempo. E o panorama do primeiro tempo se repetiu: o Fluminense pressionando em busca do gol de empate, enquanto a Ponte Preta abdicava de qualquer proposta ofensiva, se limitando a tentar afastar o perigo de dentro da sua área.

Aos nove minutos, Jean tentou lançar Fred, a bola bateu na zaga e sobrou para Wellington Nem. livre, na pequena área. O atacante tocou para o gol, mas o goleiro Edson Bastos saiu com precisão e fez a defesa.

Aos 17 minutos, Jean bateu falta na entrada da área. A bola encobriu a barreira, mas Edson Bastos desviou para escanteio.

Aos 20 minutos, o goleiro Edson Bastos voltou a fazer milagre. Carlinhos penetrou pela esquerda e bateu cruzado. A bola desviou na zaga e quase enganou Edson Bastos, que conseguiu fazer a defesa. Fred tentou apanhar o rebote, mas dividiu com Ferron e a bola acabou saindo. Logo depois dessa jogada, o técnico Abel trocou o volante Edinho pelo jovem meia Higor para aumentar a pressão.

Aos 27, Wendel Santos derrubou Carlinhos e recebeu o segundo cartão amarelo, sendo excluído da partida. Na cobrança da falta, Fred bateu com grande perigo, mas a bola acabou saindo.

O atacante Samuel também entrou na equipe, saindo o lateral Carlinhos, para aumentar a pressão em busca do gol de empate. No primeiro lance de Samuel, a bola tocou no braço de Samuel e o árbitro marcou pênalti, para revolta dos jogadores da Ponte Preta. Fred bateu no meio do gol e decretou o empate, aos 34 minutos. Três minutos depois, Higor arriscou de longe e Edson Bastos quase foi surpreendido, mas teve tempo de se recuperar.

Em vantagem numérica, o Fluminense pressionava em busca de desempate, e aos 38, Jean se livrou da marcação e mandou uma bomba que Edson Bastos defendeu parcialmente. O mesmo Jean voltou a exigir outra defesa do goleiro da equipe de Campinas aos 40 minutos.

Aos 42 minutos, o Fluminense marcou o gol da vitória. Wagner cobrou falta e Gum, de cabeça, decretou a virada tricolor.

FICHA TÉCNICA - FLUMINENSE 2 X 1 PONTE PRETA
Local:
São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 14 de outubro de 2012 (Domingo)
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Nielson Nogueira Dias (PE)
Assistentes: Fábio Pereira (TO) e Fabiano Ramires (ES)
Cartão Amarelo: Wellington Nem, Marcos Júnior(Flu); Ferron, Edson Bastos, Roger, Nikão, Wendel Santos(Ponte Preta)
Cartão Vermelho: Wendel Santos(Ponte Preta)

Gols: FLUMINENSE:  Fred aos 34 minutos e Gum aos 42 minutos do segundo tempo
PONTE PRETA: Luan a 1 minuto do primeiro tempo

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Bruno, Gum, Digão e Carlinhos (Samuel); Edinho (Higor), Jean e Wagner; Rafael Sobis (Marcos Júnior), Fred e Wellington Nem
Técnico: Abel Braga

PONTE PRETA: Edson Bastos, Cicinho, Ferron, Diego Sacomann e João Paulo; Baraka, Wendel Santos, Renê Júnior e Nikão (Tony); Luan (Uendel) e Roger (Giancarlo)
Técnico: Guto Ferreira

*Com Gazeta

Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
Leia tudo sobre: FluminensePonte PretaBrasileirão 2012

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG