Técnico pediu demissão depois de derrota para Atlético-GO, mas dirigentes querem segurá-lo ao menos até o fim do Brasileiro e dizem que crise começou após revés no Gre-Nal

Na tarde deste domingo, uma notícia pegou os torcedores do Internacional de surpresa: após a derrota para o Atlético-GO por 3 a 1 , neste sábado, o técnico Fernandão pediu demissão do clube e nem voltou para Porto Alegre. No entanto, a diretoria ainda se reunirá com o atacante o mais rápido possível para tentar segurá-lo no cargo, ao menos até o fim do Campeonato Brasileiro , quando o clube entrará em período eleitoral.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Fernandão não quer mais seguir no Internacional
Futura Press
Fernandão não quer mais seguir no Internacional

"Ele chegará hoje (domingo) à tarde, ou, no máximo, amanhã de manhã (segunda). Eu irei fazer este pedido a ele. Ele tem condições para ficar. E, no ano que vem, mesmo com as eleições, nós tomaremos uma decisão, que será a melhor para o Inter", disse o vice-presidente do clube gaúcho, Luciano Davi, em entrevista à Rádio Gaúcha. O mandatário confirmou o pedido de demissão de Fernandão.

Leia mais: Fernandão assume culpa pela derrota do Inter e demonstra desânimo

Irregular nos últimos jogos e praticamente fora da disputa por uma vaga no G-4, que dará vaga à próxima Copa Libertadores, o time gaúcho vem sendo alvo de muitas críticas por parte dos torcedores. Davi revelou que a diretoria sabe onde estão os problemas internos, que não foram anunciados publicamente por "questões éticas".

Veja ainda: Jogadores do Inter não conseguem explicar fracasso do time contra lanterna

"É claro que o departamento de futebol sabe onde está o problema, mas nós não podemos ficar anunciado publicamente. Entramos em crise após a derrota no último Gre-Nal. Os próprios torcedores, que não estão lá nos vestiários, e a imprensa, que estão lá diariamente, sabem disto", disse Luciano Davi, que não quis dar mais detalhes sobre o pedido de saída de Fernandão.

* Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.