Em bom jogo, Corinthians empata com Portuguesa e alcança meta pré-Mundial

Douglas marcou um golaço e igualou o placar em 1 a 1 no Canindé. Agora, titulares ganham folga

iG São Paulo | - Atualizada às

O Corinthians atingiu sua meta neste Campeonato Brasileiro . Em bom jogo contra a Portuguesa no estádio do Canindé, o time do Parque São Jorge buscou o empate e o 1 a 1 garantiu à equipe de Tite os 43 pontos que segundo o treinador são necessários para livrar o Corinthians de qualquer risco de queda.

Veja a classificação completa do Brasileirão e os próximos jogos do torneio

Agora, titulares poderão ser poupados nas oito rodadas que faltam antes da viagem da delegação para a disputa do Mundial de Clubes no Japão. Fábio Santos e Alessandro serão os primeiros a ganhar folga e não enfrentam o Cruzeiro na próxima quarta-feira.

A Portuguesa tem agora 37 pontos, 10 acima do Sport, primeiro time na zona de rebaixamento. O time de Geninho se mantém na 13ª posição, mas perderá um posto caso haja vencedor na partida entre Coritiba e Bahia no Couto Pereira neste domingo. Na próxima rodada a Portuguesa recebe o Flamengo no Canindé, quarta-feira.

RAFAEL NEDDERMEYER/Marca Brasil
Edenílson foi titular mais uma vez e fez bom jogo contra a Portuguesa

O jogo
Em maioria no Canindé, os torcedores do Corinthians tentaram se sentir em casa no estádio da Portuguesa antes de a partida começar. Gritaram os nomes dos jogadores que foram campeões paulistas de 1977, há exatos 35 anos, e fizeram muita festa para apoiar a equipe liderada por Tite.

Bastou o jogo começar, no entanto, para a Portuguesa procurar se impor como mandante. Zé Antônio machucou o atacante Emerson em uma dividida forte, com menos de dois minutos. Aos 13, o primeiro gol. Marcelo Cordeiro cobrou uma falta (muito contestada pelos corintianos) da direita em direção à área, e a bola entrou. Tite e seus jogadores pediram impedimento de Ferdinando no lance, porém o árbitro Rodrigo Braghetto ignorou as reclamações.

O gol ao menos serviu para esquentar o Corinthians na fria noite paulistana. Empurrados por seus torcedores, os visitantes alcançaram o empate três minutos depois. Douglas recebeu a bola com liberdade diante de área da Portuguesa, clareou e acertou um chute colocado no ângulo. Restaram apenas lamentações para o goleiro Dida, ídolo dos corintianos.

Novamente em igualdade, o Corinthians passou a dominar a partida. Sem Emerson. O Sheik, que continuou mancando depois da falta sofrida no início do jogo, precisou ser substituído pelo jovem Giovanni. O herói da conquista da Copa Libertadores da América ainda tentou permanecer em campo, mas só resistiu até os 19 minutos após dar alguns passes e piques.

Romarinho, então, incumbiu-se de ser a principal referência ofensiva do Corinthians. Com dribles de um lado a outro do gramado, o jogador desestabilizou a defesa da Portuguesa. Iniciou uma jogada que deixou Fábio Santos (mais um em noite inspirada) diante de Dida, outra que culminou com um chute perigoso de Edenílson e uma última que quase acabou em gol contra de Marcelo Cordeiro.

No intervalo, entretanto, o técnico Geninho conseguiu corrigir os problemas de marcação da Portuguesa, que voltou a atacar no segundo tempo. Aos 11 minutos, os donos da casa até colocaram a bola na rede. Bruno Mineiro aproveitou um rebote do goleiro Cássio e cabeceou para o gol – mas em posição de impedimento, de acordo com a arbitragem.

A evolução da Portuguesa em campo deixou o Corinthians mais acuado. O volante Guilherme tentou ser uma solução ofensiva da equipe, chegando mais ao ataque – justamente ele, que teve uma saída conturbada do clube lusitano e era bastante hostilizado pela torcida adversária.

Ainda assim, o jogo ficou mais morno do que no primeiro tempo. Geninho ainda tentou animar a Portuguesa com o ex-corintiano Heverton no lugar de Zé Antônio. Do outro lado, Tite colocou Chiquinho na vaga de Douglas. Nenhuma das alterações surtiu o efeito desejado.

FICHA TÉCNICA - PORTUGUESA 1 X 1 CORINTHIANS

Local: Estádio do Canindé, em São Paulo (SP)
Data: 13 de outubro de 2012, sábado
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Braghetto (SP)
Assistentes: Anderson José de Moraes Coelho e Danilo Ricardo Simon Manis (ambos de SP)
Público: 7.397 pagantes
Renda: R$ 233.060,00
Cartões amarelos: Lima, Marcelo Cordeiro, Zé Antônio e Moisés (Portuguesa); Fábio Santos e Ralf (Corinthians)
Gols:  Marcelo Cordeiro aos 13 e Douglas, aos 16 minutos do primeiro tempo

PORTUGUESA: Dida; Lima, Valdomiro e Rogério; Luís Ricardo, Ferdinando, Zé Antônio (Heverton), Moisés e Marcelo Cordeiro; Ananias e Bruno Mineiro  Técnico: Geninho

CORINTHIANS: Cássio; Alessandro, Wallace, Paulo André e Fábio Santos; Ralf, Guilherme, Edenílson e Douglas (Chiquinho); Romarinho e Emerson (Giovanni)  Técnico: Tite 

Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
Leia tudo sobre: portuguesacorinthiansbrasileirão 2012

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG