Após empate, Dorival diz que Flamengo ainda não tem um padrão de jogo

Com pior campanha do segundo turno, técnico lamenta a ausência de jogadores suspensos ou machucados para a próxima rodada

iG Rio de Janeiro * |

Há quatro partidas sem vencer, o Flamengo se tornou o time detentor da pior campanha do segundo turno do Campeonato Brasileiro . Para o técnico Dorival Júnior, que assumiu o time carioca no decorrer do Nacional, a explicação passa pelos desfalques rodada após rodada e, consequentemente, pela falta de uma padrão de jogo.

O Flamengo vai melhorar nas próximas rodadas? Deixe o seu comentário

Vipcomm
Dorival admite que único objetivo do Flamengo é permanecer na Série A

"O trabalho está sendo desenvolvido, mas explicação é difícil dar. A rotatividade é grande, estamos tendo que fazer a equipe dentro da competição e isso é muito difícil, pois estamos alterando aquilo que não alcançou um padrão", ilustrou Dorival Júnior após a igualdade no Engenhão contra o Cruzeiro.

Leia mais: Dorival assume responsabilidade por pior campanha do segundo turno

Titular da lateral direita e vivendo boa fase no Flamengo, o lateral direito Wellington Silva recebeu o terceiro cartão amarelo neste sábado. A mesma situação foi vivida pelo meio-campista Adryan, que entrou na partida para ocupar o posto de Léo Moura, lesionado. Para o azar de Dorival Júnior, até mesmo o camisa 2 dificilmente enfrenta a Portuguesa na próxima quarta-feira, aumentando a lista de desfalques.

Veja ainda: Liedson aponta “detalhezinho” que impediu o Flamengo de vencer

Além dos três jogadores impossibilitados de atuar após a partida contra o Cruzeiro, o zagueiro Marcos González e o volante Cáceres seguem com suas seleções na disputa das eliminatórias para a Copa de 2014. Por tudo isso, Dorival Júnior já visualiza mais dificuldades até o fim da temporada.

Confira ainda: Árbitro é protagonista no Engenhão e Flamengo e Cruzeiro ficam empatados

"Temos que lutar até o último instante, mas vamos sofrer um pouco esse ano para ter dias melhores em 2013. Vamos brigar com intensidade e luta vai ser feroz pela evolução, pela permanência na Série A e depois por condição melhor", reconheceu o treinador, preocupado com a possibilidade de rebaixamento. "A falta de resultados incomoda, porque cria insegurança, incerteza, nunca se sabe o que pode acontecer na rodada seguinte", acrescentou.

Mais: Veja a classificação completa do Brasileiro

Diante da Portuguesa, Dorival contará com os retornos de Welington, Amaral e Renato Abreu, que cumpriram suspensão contra o Cruzeiro. No entanto, na visão do treinador, a equipe só alcançará a evolução pretendida quando os dois estrangeiros retornarem e o grupo se fortalecer: "Logo estamos contando com as voltas de alguns jogadores importantes, aí vamos ter a equipe mais forte para as últimas seis, sete partidas da competição", completou.

* Com Gazeta

Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG