Muricy aprova luta do Santos por mudança do calendário

Técnico pede a ajuda de outros clubes para que campeonatos nacionais sejam interrompidos toda vez que a seleção brasileira jogar

iG São Paulo * |

Futura Press
Muricy e Laor estão com o discurso afinado

De olho no melhor aproveitamento de Neymar a partir das próximas temporadas, o Santos abriu luta a favor da criação de um novo calendário para o futebol brasileiro. O objetivo é garantir que as competições nacionais sejam interrompidas toda vez que a seleção brasileira jogar.

Comente esta notícia e deixe seu recado para outros torcedores

Para isso, o clube contratou o consultor em gestão esportiva Amir Somoggi para elaborar um novo calendário para o futebol brasileiro, que será apresentado à CBF (Confederação Brasileira de Futebol). 

Um dos maiores críticos do atual calendário elaborado pela entidade, o técnico Muricy Ramalho elogiou a postura dos dirigentes santistas. Para o treinador, outros times brasileiros precisam se aliar ao Santos para que o movimento ganhe força junto à CBF. "Depende dos clubes, também. Eles formam os jogadores, pagam os seus salários. Então, eu acho que é justo mesmo que se pense nisso (a elaboração de um novo calendário)."

O comandante alvinegro utilizou o exemplo dos campeonatos nacionais europeus, que são paralisados quando as seleções de seus países disputam amistosos ou competições oficiais, como o principal argumento para que os cronogramas de torneios no Brasil sejam revistos.

Leia ainda: Santos contrata especialista para estudar novo calendário

"Na Itália, assim como na Europa toda, o campeonato é interrompido. No mundo é assim. Os clubes é que precisam determinar se a competição deve parar ou não. No mundo todo é assim. Se existem datas disponíveis, devemos mexer. Não é possível só nós estarmos certos e que o mundo inteiro esteja errado", comentou.

Acompanhando o pensamento do presidente do Santos, Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro, Muricy Ramalho acredita que o esforço para a manutenção de Neymar no futebol brasileiro merece uma recompensa por parte da CBF.

"O Santos fez um sacrifício muito grande para segurar o maior atleta do nosso futebol no país. Isto é importante para o futebol brasileiro, não apenas para o Santos. Com ele em campo, o público é maior e o interesse do torcedor, independentemente da equipe pela qual torce, também. O futebol fica mais bonito. É preciso que se pense como podemos resolver essa questão o quanto antes", encerrou.

O estudo feito por Somoggi deve ficar pronto até o fim do ano, para que o Santos leve a alternativa de mudança no calendário para a avaliação de outros times brasileiros. Desta forma, a cúpula santista pretende fazer alguns ajustes na proposta, antes de levá-la para a análise da CBF.

* Com a Gazeta Esportiva

Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
Leia tudo sobre: santosmuricy ramalhoCBFBrasileirão 2012

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG