Mesmo com pênalti perdido e gols anulados, Ceará goleia América-RN

Resultado permite que cearenses sigam sonhando com vaga no G4, enquanto time potiguar já vê permanência na Série B como fato consumado

Gazeta |

O Ceará se deu o luxo de perder um pênalti e ter dois gols anulados na partida deste sábado contra o América-RN , no Presidente Vargas. Mesmo assim, o time da casa goleou por 4 a 0, chegou a 45 pontos e manteve viva a esperança de conseguir uma vaga no G4 da Série B . Já a equipe potiguar se manteve com 41 pontos e praticamente deu adeus à briga pelo acesso. O São Caetano, última equipe do G4, conquistou 53 pontos até aqui.

Na próxima rodada, o Ceará enfrenta o próprio Azulão fora de casa, enquanto o América-RN recebe o Paraná.

Comente esta notícia e deixe seu recado para outros torcedores

O jogo
Empurrado pela torcida alvinegra, o Ceará começou dando logo de cara um susto no América-RN. Com apenas cinco minutos de jogo, Magno recebeu livre na entrada da área e bateu sem chances para o goleiro alvirrubro, abrindo o placar. O bandeira, no entanto, anulou o gol, entendendo que Mota, em posição irregular, havia atrapalhado o goleiro do América-RN, Thiago Schmidt.

Mas não demorou muito para o Vozão voltar a se impor. Ainda no primeiro tempo, Eusébio recebeu na direita de fora da área e bateu forte no canto do gol, abrindo o placar.

No final da etapa inicial, os anfitriões ganharam uma segunda oportunidade de marcar, quando o juiz anotou pênalti. Mota foi para a cobrança, mas bateu mal no canto direito, dando a chance de Thiago Schmidt defender e levar o América-RN com o prejuízo mínimo para o intervalo.

Na segunda etapa, a partida continuou cheia de reviravoltas, principalmente em dois lances capitais. Logo aos cinco minutos, Edson Rocha, do América-RN, deu uma entrada forte no adversário e foi expulso. Pouco depois, o Ceará teve mais um gol anulado, com o próprio Mota, que já havia perdido pênalti.

Mas a redenção do atacante estava por vir. Aos 17 minutos, ele tabelou com a própria zaga do América-RN e bateu na diagonal ampliando o placar. Aproveitando a vantagem numérica, o Ceará soube administrar o jogo, sem se cansar e levando perigo à área adversária. O golpe final veio aos 40 minutos, quando Rodrigão botou a mão na bola dentro da própria área e o juiz marcou pênalti para os anfitriões. Desta vez, quem assumiu a cobrança foi Magno Alves, que bateu bem no canto direito de Thiago Schmidt e fez o terceiro.

Mas ainda deu tempo de, quase nos últimos minutos, Mota receber passe de Magno Alves em contra-ataque rápido e fazer o seu segundo gol, finalmente, e o quarto do Ceará, dando números finais ao confronto.

Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
Leia tudo sobre: cearáamérica-rnsérie b 2012

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG