Árbitro é protagonista no Engenhão e Flamengo e Cruzeiro ficam empatados

Gol irregular foi validado e gol legal anulado em partida que manteve adversários longe de seus objetivos

iG Rio de Janeiro | - Atualizada às

Flamengo e Cruzeiro permanecem distantes de seus objetivos neste Campeonato Brasileiro . No Estádio do Engenhão, em confronto válido pela 30ª rodada, Flamengo e Cruzeiro empataram por 1 a 1 em noite que teve atuação desastrada do árbitro Anderson Daronco, do Rio Grande do Sul, que validou um gol ilegal do Flamengo no primeiro tempo e anulou um gol regular da equipe carioca no segundo tempo.

Vipcomm
Léo Moura tenta passar pela marcação de Leandro Guerreiro no empate entre Flamengo e Cruzeiro

Veja a classificação completa do Brasileiro

O Fla completa seu quarto duelo consecutivo sem vitórias e chega a 36 pontos, ainda ameaçado pelo risco de rebaixamento. Já o Cruzeiro, que agora tem 40 pontos, se distanciou ainda mais do já remoto sonho de se classificar para a Copa Libertadores.

Dentro de campo, Liedson marcou o gol dos cariocas, enquanto Everton garantiu a igualdade no marcador. As duas equipes voltam a campo na próxima quarta-feira, às 22 horas (de Brasília). O Flamengo visita a Portuguesa no Canindé, em São Paulo (SP). Já o Cruzeiro recebe o Corinthians no Estádio Dilzon Melo, em Varginha (MG).

O jogo
A partida começou com o Flamengo se impondo mais e tentando acuar o Cruzeiro em seu campo. A tarefa foi facilitada pelo defensivo esquema montado pelo técnico do Cruzeiro, Celso Roth, que escalou três volantes. Logo aos quatro minutos Cleber Santana cobrou escanteio e Frauches cabeceou para a boa defesa do goleiro Fábio.

Porém, o arqueiro do time mineiro não conseguiu evitar a abertura do placar aos 11 minutos. Ramon cruzou da esquerda, Vagner Love ajeitou com braço e Liedson escorou para o fundo da rede. Os visitantes reclamaram que Love teria usado a mão para dar o passe a Liedson, mas o árbitro entendeu que não houve intenção do flamenguista.

A desvantagem no placar forçou o Cruzeiro a se abrir. Os laterais passaram a apoiar mais, enquanto que Montillo tinha a liberdade de encostar no ataque. A estratégia deu certo e foi com o argentino que a jogada do gol de empate do Cruzeiro começou, aos 19 minutos. Ele acinou Martinuccio pela esquerda. O também argentino cruzou e Everton, livre de marcação, cabeceou para superar o goleiro Felipe.

Com a nova igualdade no marcador as duas equipes pareceram entender que valia à pena atacar e o jogo ficou mais aberto. O Flamengo quase marcou o segundo gol aos 23 minutos, em cobrança de falta ensaiada, que Leonardo Moura cruzou e Frauches cabeceou para fora. O Cruzeiro respondeu desperdiçando grande oportunidade aos 32. Montillo puxou contra-ataque pela esquerda, cruzou e Martinuccio conseguiu chutar duas vezes de dentro da pequena área, forçando uma sequência de grandes defesas de Felipe. Seis minutos depois foi a vez de Ceará cruzar e Martinuccio escorar sobre o travessão.

A segunda etapa se manteve sendo disputada em ritmo muito forte. O Flamengo estava mais presente no campo de ataque. Aos dois minutos Ramon recebeu de Adryan e chutou sobre o gol. Quatro minutos depois foi a vez de Cleber Santana arriscar de fora da área e forçar boa defesa de Fábio. Já o Cruzeiro assustava nos contra-ataques. Em um deles, aos 18 minutos, Anselmo Ramon avançou e acionou Montillo na área, o argentino chutou de primeira e Felipe se esticou todo para defender.

Com o passar do tempo o Flamengo foi se lançando ainda mais ao ataque e por muito pouco não marcou aos vinte minutos. Adryan acionou Vagner Love, que recebeu na área e chutou para fora, com muito perigo. Já aos 26 minutos Fábio operou um verdadeiro milagre, ao defender um chute de Vagner Love, que desviou em Ceará e por muito pouco não enganava o camisa 1 celeste.

A resposta do Cruzeiro veio aos 35 minutos, quando Ibson saiu jogando errado, Montillo roubou e acionou Elber. O veloz atacante achou Anselmo Ramon na área e o atacante chutou para boa defesa de Felipe. Dois minutos depois foi a vez de Charles chutar à direita da meta flamenguista.

Aos 38 minutos o Flamengo chegou a marcar o segundo gol, mas este foi anulado. Ramon cobrou escanteio, Vagner Love cabeceou e Liedson escorou para o fundo da rede. O árbitro Anderson Danroco, porém, paralisou o lance, equivocadamente, marcando impedimento.

Já nos acréscimos o Flamengo quase conseguiu chegar ao segundo gol, com Wellington Bruno, que chutou com violência de fora da área e forçou Fábio a fazer grande defesa. Foi o último lance do confronto.

FICHA TÉCNICA - FLAMENGO 1 X 1 CRUZEIRO

Local : Estádio Olímpico João Havelange, o Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)
Data : 13 de outubro de 2012, sábado
Horário : 18h30 (de Brasília)
Árbitro : Anderson Danroco (RS)
Assistentes : Bruno Boschilia (PR) e João Patrício de Araújo (GO)
Cartões amarelos : Adryan, Vagner Love, Ramon, Cleber Santana e Wellington Silva (Flamengo) e Leandro Guerreiro, Marcelo Oliveira e Charles (Cruzeiro)

Gols:  Liedson aos 11 e Everton aos 19 minutos do 1º Tempo

FLAMENGO : Felipe; Wellington Silva, Frauches, Renato Santos e Ramon; Aírton (Luiz Antonio), Ibson (Wellington Bruno), Leonardo Moura (Adryan) e Cleber Santana; Vagner Love e Liedson
Técnico : Dorival Júnior

CRUZEIRO : Fábio; Ceará, Leo, Mateus e Everton (Diego Renan); Leandro Guerreiro, Marcelo Oliveira, Willian Magrão (Charles) e Montillo; Martinuccio (Elber) e Anselmo Ramon
Técnico : Celso Roth

Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
Leia tudo sobre: flamengocruzeirobrasileirão 2012

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG