Goleiro afirma que vaga na Libertadores não está de bom tamanho, mas é o objetivo que ainda resta ao time no campeonato

Rogério Ceni, goleiro do São Paulo
Gazeta Press
Rogério Ceni, goleiro do São Paulo

A reação tardia do São Paulo  no Brasileirão é celebrada pela maioria dos jogadores. Afinal de contas, o time está em quinto lugar restando nove rodadas para o fim do campeonato e briga por vaga na Libertadores. Já Rogério Ceni analisa a situação de uma maneira diferente: essa demora para embalar impediu a equipe de concorrer ao heptacampeonato nacional.

O São Paulo conseguirá vaga na próxima Libertadores? Deixe seu palpite

"A hora certa (de reagir) passou", declarou Ceni. "O Fluminense foi quem conseguiu pegar e está conseguindo se manter a nove pontos do Atlético-MG. Nossa briga é pela Libertadores, porque demoramos para crescer e não brigamos por aquilo que costumeiramente estamos brigando. Não está de bom tamanho, mas é o que é possível, então vamos tentar", concluiu.

E mais:  Torcedores do São Paulo criam site pedindo para Ceni não se aposentar

O São Paulo está a apenas um ponto do Vasco, quarto colocado do Brasileirão. Mas a diferença para o líder Fluminense é de 16 pontos. É por isso que o atacante Luis Fabiano repete o discurso do capitão e não fala mais em título: "Temos que fazer bem o nosso papel para buscar a vaga na Libertadores, porque já ficou tarde para tentar o título. Se essa reação fosse mais cedo, talvez a gente chegasse", afirmou o atacante.

Após a vitória por 2 a 0 sobre o Vasco , os jogadores do São Paulo desembarcaram na capital na tarde de quinta-feira e treinam normalmente na manhã desta sexta. O próximo compromisso será no domingo, no estádio do Morumbi, às 16 horas (de Brasília). O adversário é o Figueirense, vice-lanterna.

*Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.