Rebaixado em 2002, César diz que Palmeiras tem última chance no domingo

Ex-zagueiro integrou o grupo que caiu para a Série B há dez anos e dá um aviso ao atual elenco: última chance para se salvar será contra o Náutico

iG São Paulo * | - Atualizada às

A derrota para o Coritiba nessa quinta-feira que aproximou o Palmeiras da segunda divisão no Brasileiro foi acompanhada de perto por um dos jogadores que participaram da campanha do único rebaixamento da história do clube. O ex-zagueiro César estava no elenco que caiu há dez anos. E avisa o atual time: é necessário vencer o Náutico no domingo, nos Aflitos, para se salvar, mesmo a nove rodadas do fim do torneio.

Você acha que o Palmeiras se salva do rebaixamento? Opine

"Já neste fim de semana, tem que conseguir a vitória contra o Náutico. É a última chance", definiu o ex-jogador, que mora em Araraquara e foi à Arena da Fonte Luminosa para rever amigos como o ex-goleiro Marcos e o volante Marcos Assunção, além de acompanhar sua ex-equipe.

Apesar do mau futebol, o ex-atleta crê na permanência na primeira divisão. "Sou otimista, creio que a camisa vai pesar bastante e fazer a diferença. Mas depende do grupo de jogadores. Sempre que converso com o Marcos Assunção, ele diz que o grupo é fechado, então tem que se fechar ainda mais.

Veja também: Matemático diz que chance de o Palmeiras ser rebaixado é de 91%

"A esperança do ex-defensor é na união que os atletas precisam ter ao perceberem a situação crítica do time. "Não se pode usar o número de jogos como muleta para não ficar maquiando a situação. Tem que jogar o próximo jogo como se fosse o da vida", disse. "Depois do jogo, é necessário se fechar, procurar amparo no companheiro que é vizinho e se motivar. Só com muito trabalho o Palmeiras vai escapar", prosseguiu.

Leia também: Mauricio Ramos e Henrique aumentam lista de desfalques no Palmeiras

César lembra que, na sua época, o rebaixamento veio com seguidas contusões, mas descarta comparações. "Vários jogadores em 2002 se lesionaram juntos, ficamos sem um grupo forte para conseguirmos reverter. Agora o comando é diferente e a situação é outra, mas é necessário se fechar e não deixar ninguém de fora atrapalhar. O Palmeiras sabe o caminho da segunda divisão, tenho certeza de que não vai segui-lo", apostou.

* Com Gazeta Esportiva

Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
Leia tudo sobre: palmeirasrebaixamentoBrasileirão 2012

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG