Escondido da imprensa, Palmeiras se refugia no Recife após enfrentar Náutico

Time paulista só voltará para São Paulo depois da partida contra o Bahia e fará maioria dos treinos com os portões fechados

Gazeta |

A partir deste sábado, o Palmeiras inicia um período no Nordeste na busca por renovar suas esperanças de permanecer na primeira divisão do Campeonato Brasileiro. A equipe viaja para enfrentar o Náutico, no domingo, e segue no Recife até terça-feira, quando embarca para Salvador, onde encara o Bahia no dia seguinte.

O Palmeiras vai escapar da segunda divisão? Deixe o seu comentário

Gazeta Press
Gilson Kleina orienta o time do Palmeiras

Na programação divulgada pelo clube, ficou clara também a restrição à imprensa nos trabalhos de Gilson Kleina para tentar salvar nestas últimas nove rodadas a equipe paulista, que está estacionada na antepenúltima colocação da Série A e a nove pontos do Bahia, primeiro clube fora da zona de rebaixamento.

Leia mais: Rebaixado em 2002, César diz que Palmeiras tem última chance no domingo

O time já realizou um treino fechado na tarde desta sexta-feira, na Academia de Futebol, assim como fará neste sábado antes de partir para Pernambuco. Depois de atuar nos Aflitos diante do Náutico, o elenco realiza outra atividade com portões fechados na tarde de segunda-feira na Ilha do Retiro.

Veja ainda: Matemático diz que chance de o Palmeiras ser rebaixado é de 91%

O estádio do Sport voltará a ser usado na manhã de terça-feira, mas com acesso permitido aos jornalistas. Logo depois do treinamento no Recife, o time parte para Salvador e, às 19h30 (de Brasília) de quarta-feira, enfrenta o Bahia, em Pituaçu.

Confira ainda: Mauricio Ramos e Henrique aumentam lista de desfalques no Palmeiras

A equipe deve ficar cada vez mais afastada de São Paulo em meio à preocupante fase. Por suspensão imposta pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) devido aos objetos atirados no gramado do Pacaembu na derrota para o Corinthians, o time será obrigado a mandar a 100 km da capital os jogos contra o Cruzeiro, no dia 20, e em novembro diante do Botafogo, no dia 4, e do Fluminense, no dia 11. Na primeira partida da pena, a equipe perdeu do Coritiba, em Araraquara.

Mais: Kleina confia em aproveitamento de campeão: "Ninguém vai desistir"

Contra o Náutico, Gilson Kleina não poderá contar com Henrique, Mauricio Ramos e Daniel Carvalho, suspensos, Valdivia, Juninho, Wesley e Fernandinho, machucados, e Barcos, que defende a seleção argentina.

A mais provável escalação palmeirense deve ter Artur de volta à lateral direita após cumprir suspensão diante do Coritiba. O mais provável é que a zaga seja composta por Román ao lado de Thiago Heleno, com Leandro na lateral esquerda. Márcio Araújo, Correa e João Denoni disputam duas vagas no meio-campo, que continua com Marcos Assunção e Tiago Real. Os atacantes serão, mais uma vez, Luan e Obina.

Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG