Inter passa fácil pelo Atlético-MG e deixa Fluminense perto da taça

Time gaúcho deu uma ajuda e tanto para os cariocas, que venceram o Bahia pouco antes e agora estão a nove pontos dos atleticanos

Gazeta | - Atualizada às

O Fluminense deu um enorme passo para o título brasileiro nesta quarta-feira. Além de vencer o Bahia em Salvador , o time carioca contou com o tropeço do Atlético-MG , que levou 3 a 0 do Internacional , no Beira-Rio, em uma atuação decepcionante. Os gols foram marcados por Jackson, Fred e Cassiano, no segundo tempo. O atacante Jô chegou a desperdiçar um pênalti no fim do jogo, perdendo o que seria o gol de honra.

Comente esta notícia e deixe seu recado para outros torcedores

Gazeta Press
Jogadores do Inter comemoram o gol de Jackson

Os 4.088 torcedores que se aventuraram a ir a um Beira-Rio em obras, com frio e chuva fina se decepcionaram com o que viram no primeiro tempo. As duas equipes, bastante desfalcadas, criaram poucas oportunidades nos 45 minutos iniciais. Na etapa final, o maior volume de jogo do Internacional foi premiado com uma bela vitória, que mantém acesa a esperança colorada de chegar à Libertadores.

Com 45 pontos, o Inter vê a distância para o G-4 cair para cinco pontos, já que o Vasco perdeu em casa para o São Paulo. Na próxima rodada, o Colorado vai a Goiânia enfrentar o lanterna Atlético-GO. Já o Galo, que estacionou nos 56, recebe o Sport, outro integrante da zona de rebaixamento. A distância para o Flu, agora, é de nove pontos. Nesta quinta, a equipe de Cuca pode até perder a vice-liderança para o Grêmio.

O jogo
O mistério feito pelo técnico Fernandão durante a semana de fato surpreendeu a todos. A escalação que iniciou a partida foi bem diferente da que se imaginava. Sem Juan e Dagoberto, o Inter entrou com Ygor improvisado na zaga, Bolatti no meio ao lado de Josimar e Cassiano formando o ataque com Rafael Moura.

O Atlético-MG tentou conseguir efeito suspensivo para a punição sofrida por Ronaldinho pelo STJD, mas não levou. O craque viu o jogo das tribunas do Beira-Rio.O Internacional começou com mais iniciativa. Aos sete minutos, o goleiro Giovanni falhou em cruzamento despretensioso de Nei e quase colocou a bola para dentro. O Atlético-MG errava passes em demasia, o que facilitava a marcação colorada. A primeira boa chegada do time de Cuca foi aos 15 minutos, em tentativa de Bernard de encobrir Muriel, mas o goleiro gaúcho estava esperto e fez a defesa.

A melhor chance da primeira etapa ocorreu aos 24 minutos, e foi vermelha. Cassiano recebeu na direita e cruzou na medida para Rafael Moura, que cabeceou com o endereço certo, mas Giovanni fez uma defesa espetacular, mandando para escanteio. O goleiro do Galo voltaria a ser exigido aos 29, em bom chute de Dátolo. Três minutos depois, a resposta: Escudero entrou livre, driblou Muriel, mas perdeu ângulo e não conseguiu a conclusão.

Fernandão retirou Dátolo e colocou Lucas Lima no intervalo do jogo. O panorama mudou pouco: a partida continuou em ritmo lento, com leve superioridade gaúcha. Aos 10 minutos, Josimar mandou uma bomba de longe e Giovanni espalmou. Quando o jogo dava pinta de que terminaria 0 a 0, o Inter chegou ao gol: aos 21, após cobrança de escanteio, Jackson apanhou a sobra e fuzilou as redes atleticanas.

Com Neto Berola no lugar de Serginho, o Galo tentou adotar postura mais ofensiva, mas esbarrava na falta de criatividade. O Inter quase ampliou aos 29: Cassiano entrou livre após belo passe de Josimar e chutou cruzado. A bola bateu na zaga e lambeu a trave. Melhor em campo, o Colorado definiu a partida aos 34: Fred recebeu de Dagoberto na área, entortou a marcação de Carlos César e chutou de biquinho, marcando um golaço: 2 a 0.

O Atlético-MG fez um segundo tempo tão decepcionante que só chegou com relativo perigo pela primeira vez aos 38 minutos: Jô escorou cruzamento para Bernard, que tentou uma bicicleta, por cima do gol. Aos 41, Dagoberto fez grande jogada pelo lado esquerdo e cruzou na medida para Cassiano empurrar de cabeça para as redes.

Dois minutos depois, Neto Berola foi derrubado por Nei dentro da área: pênalti para o Galo. Mas Jô cobrou no meio do gol, à meia altura, permitindo a defesa de Muriel com o pé, coroando a péssima noite do Atlético-MG em Porto Alegre.


Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG