Clube paulista volta a contar com o Ninho da Garça para tentar fugir do rebaixamento na Série B do Brasileirão

Jogadores do Guaratinguetá comemoram no Ninho da Garça
Futura Press
Jogadores do Guaratinguetá comemoram no Ninho da Garça

Depois de mandar cinco partidas em São José dos Campos em virtude da interdição do estádio Dario Rodrigues Leite, o Guaratinguetá finalmente terá seu campo à disposição para a reta final do Campeonato Brasileiro da Série B.

Comente esta notícia e deixe seu recado para outros torcedores

O gramado, que ficou interditado pela Federação Paulista de Futebol desde agosto por más condições, sofreu nos últimos dias um ataque de larvas.

A direção do clube promoveu o extermínio das larvas e recebeu a visita de representantes da Federação Paulista de Futebol. No site oficial da entidade, o Ninho da Garça já conta com o selo ‘liberado’ e não mais o ‘interditado’, que aparecia desde a última quinzena de agosto, quando as más condições do gramado obrigaram a FPF ao veto.

Em cinco partidas em São José, o time do técnico Carlos Octávio do Valle obteve três vitórias, diante de Criciúma, Paraná e Bragantino, além de duas derrotas, em partidas contra CRB e Goiás. Neste período, o pífio aproveitamento de uma vitória, um empate e quatro derrotas em seis partidas deixou a equipe na 17ª posição, com 25 pontos - quatro a menos que o CRB, primeiro time fora da zona de rebaixamento.

A reestreia do Guará diante de sua torcida será na próxima terça-feira, às 21h50 (de Brasília), quando recebe o América-MG em partida válida pela 30ª rodada da Série B. Depois deste duelo, a equipe ainda terá ABC, Guarani, Vitória e Grêmio-SP dentro do estádio Dario Rodrigues Leite.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.