"Quando entrarmos no G4, não sairemos mais", diz são-paulino Cortez

O próximo confronto do São Paulo será na quarta-feira, justamente diante do Vasco, quarto colocado do Campeonato Brasileiro

Gazeta |

O São Paulo esteve apenas uma vez entre os quatro primeiros do Campeonato Brasileiro - e foi de forma provisória, com um jogo a mais do que o Botafogo, ao fim da oitava rodada. Apesar disso, o elenco se mostra confiante na classificação para a Copa Libertadores.

Nas últimas 11 rodadas, a equipe vem oscilando entre o sexto e o quinto lugar. A explicação é que, na maioria das vezes, tanto o time tricolor quanto o quarto colocado Vasco andam juntos na tabela, seja com tropeços ou somando pontos.

"Ninguém gosta (de ficar em quinto). Estamos trabalhando para encostar e ficar de vez no G-4. Mas também quando entrarmos, segura, que a gente não sai mais", disse o lateral esquerdo Cortez, que foi desfalque em apenas um dos 28 compromissos da competição nacional.

O próximo confronto do São Paulo será na quarta-feira, justamente diante do Vasco, em São Januário. Em caso de vitória, a diferença para o G-4 cairá para apenas um ponto, restando então mais nove partidas a serem disputadas.

"Sabemos que não depende só da gente, mas temos oportunidade (de encurtar a diferença) contra o Vasco. Temos que fazer nossa parte", completa Cortez, que, diferentemente do atacante Luis Fabiano, não trata uma eventual derrota como determinante para findar o sonho.

"Se perder, também não será o fim do campeonato. Tem que chegar a São Januário com o propósito de vencer o jogo, mas, se perder, vamos continuar fazendo o trabalho que vem sendo feito, porque temos crescido a cada jogo que passa", defendeu o camisa 6.

Para o duelo marcado para 22 horas (de Brasília) de quarta-feira, o técnico Ney Franco não poderá contar com o meia-atacante Lucas, a serviço da Seleção Brasileira. Por outro lado, o zagueiro Rhodolfo volta de suspensão e retoma a posição que foi ocupada por Edson Silva.

Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
Leia tudo sobre: cortezsão paulo

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG