Jogando fora de casa, equipe mineira foi derrotada de virada pelo Grêmio por 2 a 1

Depois de ver o Cruzeiro não resistir à pressão gremista neste sábado, Celso Roth colocou o 2 a 1 sofrido no Olímpico na conta do árbitro Jaílson Macedo Freitas, da Bahia.

"Eu credito essa derrota ao Jaílson. A arbitragem foi absolutamente fora o normal, dando falta perto da nossa área quando era o contrário. E aí, fica difícil. Faltinha o tempo todo trouxe o Grêmio para cima. Hoje, o Grêmio teve uma ajuda", justificou o treinador.

O JOGO:  Na base da pressão, Grêmio vira sobre o Cruzeiro no Olímpico

Para o comandante da equipe mineira, vários lances da partida tiveram marcações contestáveis do árbitro. Apesar de Léo e Thiago Carvalho terem sido amarelados justamente por faltas sobre o gremista Kléber, o atacante também cometia infrações, ignoradas pelo apito de Freitas.

"O Jailson teve alguns critério diferentes. Se pegarmos o taipe, todas as disputas de bola dos dois atacantes, o André (Lima) e o Kléber, e depois o Moreno, tivemos faltas. Faltas dos dois jogadores e ele inverteu", disparou Roth.

Visivelmente irritado com a arbitragem, o técnico também apontou falhas na própria equipe. "Nós também tivemos erros", comentou. "Quando tem esse tipo de coisa, tem de ter outra atitude. Falta um pouquinho de maturidade".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.