São-paulinos gritam "segunda divisão" para palmeirenses no Morumbi

Torcedores aproveitaram para tirar um sarro do momento conturbado vivido pelo rival

Gazeta |

Vipcomm
São-paulinos não perdoaram o momento dos rivais palmeirenses

Os são-paulinos não demoraram para provocar o lado palmeirense no clássico deste sábado, no Morumbi. Em maior número no estádio por conta do mando de campo, os torcedores tricolores entoaram gritos de "segunda divisão" em alusão à colocação do rival na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro.

Quem vence o clássico? Deixe seu comentário!

Com 26 pontos conquistados em 27 rodadas, o Palmeiras ocupa a antepenúltima posição da tabela, seis pontos abaixo do Coritiba, primeiro time fora da região de descenso. Para sair dela o mais rápido possível, precisa vencer neste sábado e também na quinta-feira, quando enfrenta justamente a equipe paranaense, em Araraquara.

A situação já esteve mais delicada para o Palmeiras, mas os dois triunfos sob comando do técnico Ney Franco deram nova impulsão na luta para não cair para a segunda divisão nacional pela segunda vez em seus 98 anos de história - foi rebaixado em 2002, não tendo participado do ano seguinte da estreia do modelo atual da competição, por pontos corridos.

Leia também:  Kleina surpreende, escala Daniel Carvalho e adianta Valdívia no clássico

A temporada de 2002, a propósito, foi a última em que conseguiu derrotar o São Paulo no palco do clássico deste sábado. Em 20 de março daquele ano, com um gol de placa do meia Alex, o time alviverde deixou o Morumbi com vitória por 4 a 2, em confronto válido pelo Torneio Rio São-Paulo. Desde então, foram 18 partidas, com 11 vitórias são-paulinas e sete empates.

Mais do que defender esse tabu, a formação tricolor busca nesta tarde um resultado positivo para tentar se reaproximar do grupo de classificação para a próxima edição da Copa Libertadores, a qual não disputa há dois anos. No momento, a distância é de quatro pontos.

E ainda:  Choque-Rei define quem desacelera na busca por fim de ano tranquilo

A escalação de Ney Franco será Rogério Ceni; Paulo Miranda, Edson Silva, Rafael Toloi e Cortez; Wellington, Denilson e Jadson; Lucas, Osvaldo e Luis Fabiano. Já o Palmeiras, de Gilson Kleina, vai com Bruno; Artur, Mauricio Ramos, Román e Juninho; Henrique, Márcio Araújo, Marcos Assunção, Daniel Carvalho e Valdivia; Barcos.

O duelo está marcado para 16 horas (de Brasília). Até quinta-feira, haviam sido vendidos 21 mil ingressos antecipadamente, incluindo os três mil destinados à torcida visitante.

Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
Leia tudo sobre: são paulopalmeiras

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG