Criciúma vence o Ceará no fim e assume a ponta provisoriamente

Com gols de Ozéia e Zé Carlos, a equipe catarinense chegou aos 58 pontos e torce por uma derrota do Vitória diante do ABC para seguir na liderança

Gazeta |

Na reedição do duelo mais polêmico do primeiro turno, Criciúma e Ceará fizeram um jogo nervoso, com muitos cartões amarelos e poucas chances de gol. Depois de uma rodada favorável do último final de semana, o Criciúma deu sequência a reação na Série B do Campeonato Brasileiro, bateu o Ceará por 2 a 1 aos 49 minutos e assumiu provisoriamente a liderança do torneio.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Com gols de Ozéia e Zé Carlos, a equipe catarinense chegou aos 58 pontos e torce por uma derrota do Vitória diante do ABC neste sábado para terminar a rodada na ponta. Em posição intermediária na tabela, os cearenses viram a distância para o G-4 aumentar para dez pontos e as chances do acesso diminuírem.

Confira a classificação da Série B

Na próxima rodada, a 29ª da competição nacional, o Criciúma viaja para Varginha, no interior de Minas Gerais, onde enfrenta o Boa no Estádio do Melão, às 16 horas (de Brasília) de sábado. Já o Ceará recebe o América-RN em Fortaleza, no Presidente Vargas, no mesmo dia e horário.

Gazeta Press
Valber tenta dominar a bola na partida contra o Ceará

O jogo

Como esperado, a partida começou tensa, e o Criciúma chegou com perigo em bola parada logo aos 11 minutos. Válber mandou na área, Ozéia desviou e obrigou Dionatan a fazer boa defesa. Depois foi a vez do artilheiro Zé Carlos girar na marcação e bater na trave do goleiro cearense.

Depois de uma falta no centroavante, o clima voltou a esquentar e o técnico Paulo Comelli acabou expulso pela arbitragem. A melhor chance do Ceará saiu apenas aos 44, quando Eusébio deixou Magno Alves na cara do gol e o experiente atacante perdeu boa oportunidade.

Leia mais:  Paraná cai diante do Boa e segue com campanha ruim fora de casa

O segundo tempo começou morno, mas Zé Carlos tratou de incendiar a torcida. O camisa 9 fez fila na defesa cearense e chutou para defesa do goleiro. No rebote, chutou fraco e Thiego apareceu em cima da linha para evitar o primeiro gol catarinense. Depois foi a vez de Marlon arriscar de fora da área e Dionatan espalmar para escanteio.

Na cobrança do escanteio, não teve jeito. Válber cobrou fechado e Ozéia se antecipou para triscar de cabeça e matar o goleiro na jogada, explodindo o Heriberto Hulse. Aos 23 minutos, Itamar chegou a empatar para os visitantes, mas o bandeira assinalou impedimento e invalidou equivocadamente a jogada.

Instantes depois, os nordestinos voltaram a balançar as redes, e dessa vez sem o juiz anular. O volante Juca bateu falta com categoria e deixou o goleiro Michel Alves vendido no lance. De novo na bola parada, Juca levantou com açúcar, mas Robert cabeceou por cima do gol adversário.

Veja também:  Ipatinga e Guarani fazem jogo morno e ficam no empate sem gols

Mais calmo, o Criciúma voltou a atacar com perigo e perdeu duas chances em um minuto. Primeiro Lucca deixou dois marcadores para trás e bateu rente ao travessão. Na sequência, André Gava invadiu a área e estourou a bola no peito de Dionatan. Em lance semelhante, Gilmar ficou na cara do gol e também parou no goleiro.

No último lance da partida, porém, nova explosão no Heriberto Hulse. Como tem se tornado rotina na Série B, a bola ficou viva na área, Zé Carlos matou no peito, tentou na primeira, ficou com o rebote e fuzilou a meta cearense para sacramentar a vitória, chegar a 22 gols no campeonato e deixar o Criciúma dormindo tranquilo na liderança.

Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
Leia tudo sobre: série bcriciúmaceará

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG