Após goleada para a Portuguesa, Waldemar Lemos é demitido do Sport

Em reunião na madrugada de sábado, diretoria do time pernambucano decidiu demitir o treinador e já está atrás de um novo técnico

Gazeta |

Apesar de descartar qualquer possibilidade de demissão após ver seu time ser goleado por 5 a 1 pela Portuguesa, o técnico Waldemar Lemos teve apenas a sexta-feira para se despedir do clube. Em reunião realizada na madrugada deste sábado, a diretoria leonina decidiu demitir o treinador e já corre atrás de um novo nome para tentar salvar a equipe do rebaixamento.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Futura Press
Waldemar Lemos foi demitido do Sport após derrota para a Portuguesa

O anúncio oficial foi divulgado no site do time da Ilha do Retiro nesta manhã, fazendo com que o auxiliar Gustavo Bueno comande os jogadores nos próximos dias. Depois de vencer Cruzeiro e Coritiba no Recife, Waldemar ganhou status de salvador da pátria, mas o empate, também em casa, contra o Bahia e as derrotas para Corinthians e Portuguesa em São Paulo custaram o cargo do técnico.

Após levar o Náutico ao acesso na temporada passada, Waldemar chegou ao Leão da Ilha para substituir Vágner Mancini e comandou a equipe em apenas dez partidas. No total, foram três vitórias, quatro empates e três derrotas, com 13 pontos conquistados. Na 17ª posição, o Sport amarga a zona de rebaixamento a cinco pontos do Coritiba, principal adversário na briga contra a degola.

No início da tarde, o treinador divulgou uma carta aberta à torcida rubro-negra e não deixou de elogiar jogadores e comissão técnica, além de prometer torcida pelo clube para escapar do rebaixamento para a Série B do Campeonato Brasileiro.

Confira a carta aberta de Waldermar Lemos:

Venho, por meio desta, agradecer à torcida rubro-negra pelo apoio e carinho a mim demonstrados durante o tempo em que trabalhei como técnico do Sport Clube do Recife, além de ressaltar o respeito que tenho por ela.

Também exalto e agradeço o trabalho desempenhado pelo grupo de jogadores e comissão técnica do clube, assim como pelo Cícero Souza, gerente de futebol, que é um excelente profissional, mas não teve a sua opinião respeitada.

Infelizmente, após apenas 10 jogos, o trabalho à frente do Sport foi finalizado. Eu sabia das dificuldades que este desafio me reservava, mas acredito que os resultados apresentados mostravam uma melhora da equipe, sinalizando que estávamos no caminho certo.

Minha demissão seu deu de forma surpreendente, em um momento aonde caminhávamos para a evolução do time, apesar dos dois últimos resultados, aonde tivemos duas das nossas três derrotas desde que assumi o clube.

Respeito a decisão tomada pela diretoria do Sport, mas não concordo com tal determinação. Independente disso, exalto novamente a experiência que tive como treinador do Sport, além do ótimo convívio com as pessoas que trabalham no "dia a dia" da instituição.

Apenas lamento não poder dar continuidade ao trabalho e seguir contribuindo com o clube e sua imensa e apaixonada torcida.

Confesso que, mesmo de longe, seguirei acompanhando os jogos do Sport, aonde deixei amigos, e estarei torcendo para que o Leão possa sair de vez dessa situação incômoda, que não corresponde com a sua grandeza e história vencedora.

Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
Leia tudo sobre: waldemar lemossportbrasileirão 2012

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG